Terminou mais um Curtas Vila do Conde, a 20ª edição, com a habitual a cerimónia de encerramento e entrega dos prémios. O realizador Basil da Cunha venceu o Prémio Onda Curta e o prémio de Melhor Filme por “Os Vivos Também Choram” na competição nacional Leonor Noivo recebeu uma Menção Honrosa por “A Cidade e o Sol”. O Grande Prémio Cidade Vila do Conde foi entregue ao espanhol Sergio Oksman pelo documentário “A Story for the Modlins”.

 

Competição Internacional

Grande Prémio Cidade Vila do Conde

A Story for the Modlins, de Sergio Oksman (Espanha)

 

 

Melhor Ficção

Without Snow, de Magnus van Horn (Polónia)

 

Melhor Documentário

A Comunidade, de Salomé Lamas (Portugal)

 

Melhor Animação

Tram, de Michaela Pavlatova (França/R.Checa)

 

Melhor Curta Europeia

Manhã de Santo António, de João Pedro Rodrigues (Portugal)

 

 

Competição Nacional

Melhor Filme

Os Vivos Também Choram, de Basil da Cunha

 

Menção Honrosa

A Cidade e o Sol, de Leonor Noivo

 

 

Prémio do Público
Les Enfants de la Nuit, de Caroline Deruas (França)

 

Competição Experimental
Arcana, de Henry Hills

 

Competição Videos Musicais
I Fink U Freeky, de Roger Ballen

 

Curtinhas (Curtas-metragens para crianças) 
O Desespero da Laranja, de John Banana (França)

 

Take One (Competição de filmes de escola) 
Do Mundo, de Manuel Guerra (ESTC)

 

Menção Honrosa

Mupepy Munatim, de Pedro Peralta (U. Lusofona)

 

Prémio Canal+
Kali, O Pequeno Vampiro, de Regina Pessoa (Portugal)

 

Prémio Onda Curta

Os vivos também choram, Basil da Cunha
Flamingo Pride, Tomer Eshed
Pythagasaurus, Peter Peake
Silent, L. Rezan Yesilbas
Tram, Michaela Pavlatova