Destaque da Semana: “Deus Branco”

O destaque da semana vai para “Deus Branco”, um filme dramático, realizado pelo húngaro Kornél Mundruczó (“Tender Son: The Frankenstein Project”), que reflecte sobre a desigualdade e as injustiças entre raças. Em Cannes, “Deus Branco” recebeu o prémio Un Certain Regard e os cães que participaram na obra foram galardoados com o Palm Dog Award (melhor actuação canina num filme). “Deus Branco” estreia hoje nas salas de cinema nacionais.

Para inverter a miscigenação entre raças caninas, é criado um imposto para quem possua um cão que não esteja registado como puro-sangue. Por essa razão, muitos donos abandonam os seus animais, levando à sobrelotação dos canis e ao consequente abate de milhares de animais. Lili, de 13 anos, faz o que pode para que Hagen, o seu adorado rafeiro, seja poupado a essa sorte. Quando o pai o deixa no meio da rua, Lili entra em desespero, passando dias e noites à sua procura. Lutando para sobreviver, Hagen junta-se a um grupo de cães desamparados que, tal como ele, sentem a raiva a aumentar a cada dia. Até que, após uma fuga ao canil, milhares de vadios se agrupam, decididos a dar início a uma rebelião contra os que os abandonaram. O seu desejo de justiça é desmedido e parece que nada poderá atenuar a sua sede de vingança. A não ser, talvez, Lili, a jovem que nunca desistiu do seu melhor amigo…

Sinopse: Cinecartaz Público