Foi revelado o programa do DocLisboa 2011 – Festival Internacional de Cinema, que já vai na sua nona edição, abrindo no dia 20 de outubro, no Grande Auditório da Culturgest , com o filme “Crazy Horse” de Frederick Wiseman, que vai estar presente na sessão. O filme acompanha os ensaios de um novo espectáculo, Désirs, coreografado por Philippe Decouflé, bem como as preparações de bastidores das bailarinas e ainda as várias questões relacionadas com a planificação do espectáculo e a gestão da boate.

 

A edição desta ano promete mais de 170 filmes de 33 países diferentes, com 7 estreias internacionais e 5 mundiais. Haverá ainda vários workshops, masterclasses e retrospectivas, uma dedicada a Jean Rouch, com curadoria de Philippe Costantini e em colaboração com a Cinemateca Portuguesa, fazem parte filmes raríssimos como “Baby Ghana”, “La Folie Ordinaire d’Une Fille de Cham” e “Le Foot Girafe ou L’Alternative”; e outra a Harun Farocki,  que terá  uma mostra muito completa da obra do cineasta que “faz filmes com imagens que não eram destinadas a ser públicas, como as de encarceramento em Gefängnisbilder, numa “reflexão fundamental sobre a sociedade de controle””.

 

Em competição vão estar este ano 14 longas e 14 curtas-metragens, onde se destacam os filmes, “George Harrison: Living in the Material World” de Martin Scorsese, “Monterey Pop” de D.A. Pennebaker, “Agnés de ci de lá Varda” de Agnés Varda, Il Nous Faut du Bonheus” de Alexei Jankowski Alexander Sokurov, “La Nuit Tombe sur la Ménagerie” de Nicolas Philibert e “New York Memories” de Rosa von Praunheim.

 

Uma das grandes novidades é o regresso à apresentação de um filme português na Competição Internacional – “É Na Terra Não É Na Lua” de Gonçalo Tocha, uma obra de relevo sobre os habitantes da ilha do Corvo. O filme irá competir, entre muitos outros, com “Vol Spécial” de Fernand Melgar, “Territoire Perdu” de Pierre-Yves Vandeweerd, “Sonnensystem” de Thomas Heise e “Tahrir” de Stefano Savona.

 

Na secção Selecção Portuguesa – Fora de Competição, entre outros filmes, dois documentários sobre duas importantes figuras do panorama artístico português: “Jorge Salavisa – Keep Going” de Marco Martins, e “Em Trânsito” de Solveig Nordlund.

 

Na secção Investigações vão passar filmes com temas tão importantes como Guantánamo – “You Don’t Like the Truth – 4 Days inside Guantánamo” de Luc Côté e Patricio Henríquez – a situação dos palestinianos em Israel – “Rechokim” de Ruthie Shatz e Adi Barash – e a história de um potencial candidato à presidência dos Estados Unidos envolvido num escândalo sexual – “Client 9: The Rise and Fall of Eliot Spitzer” de Alex Gibney.

 

O festival nacional de documentários irá decorrer entre 20 a 30 de outubro, na Culturgest, Cinema São Jorge, Cinemateca Portuguesa e Cinema Londres.

 

Fonte: DocLisboa 2011