A estreia do novo filme de Christopher Nolan, “Tenet”, um épico de espionagem, é mais uma vez adiada, por duas semanas, de 16 de julho para 30 de julho (em Portugal) e 31 de julho (nos EUA).

A indústria cinematográfica tem estado a aguardar com muita ansiedade a estreia de “Tenet,” pois entende que pode ser um forte recomeço da atividade.

A data de 17 de julho foi inicialmente escolhida para ser a reabertura das salas de cinema nos EUA, com “Tenet” a puxar o público. Os cinemas iriam ainda exibir um dos maiores sucessos de sempre de Nolan, “A Origem” (2010), em homenagem ao seu 10.º aniversário.

“Estamos especialmente ansiosos, neste ambiente complexo que está constantemente a mudar, por trazer ‘Tenet’, de Christopher Nolan, um blockbuster global, no dia 31 de julho”, disse Toby Emmerich, presidente da Warner Bros. Pictures.

Protagonizado por John David Washington e Robert Pattinson, “Tenet” segue dois agentes secretos que embarcam numa missão para impedir a Terceira Guerra Mundial. O elenco também inclui Elizabeth Debicki, Aaron Taylor-Johnson, Kenneth Branagh, Dimple Kapadia, Clémence Poésy Nolan Michael Caine.

Filmado em sete países, de três continentes, com câmaras IMAX e em 70mm, “Tenet” conta com Hoyte van Hoytema na direcção de fotografia (“Interstellar” e “Dunkirk”) e com o compositor Ludwig Göransson (vencedor do Óscar por “Black Panther”).

Entretanto, vários filmes viram novamente adiadas as suas estreias (ler aqui).