Estreias da Semana (27-Junho-2013)

“A Datilógrafa”
de Régis Roinsard
França – Comédia – 2012
Sinopse: Primavera de 1958. Rose Pamphyle tem 21 anos e vive com o pai viúvo e rabugento, dono da mercearia da aldeia. Rose está noiva do filho do mecânico e parece destinada a uma sossegada e pacata vida de dona de casa. Mas essa não é a vida que ela ambiciona para si. Rose viaja para Lisieux, na Normandia, para responder ao anúncio de emprego do carismático Louis Echard que procura uma secretária, mas o resultado da entrevista é um autêntico desastre. No entanto, Rose revela uma competência especial – ela consegue datilografar a uma velocidade extraordinária. Involuntariamente, a jovem desperta o lado competitivo de Louis, que lhe propõe o lugar de secretária se ela participar num campeonato de velocidade de datilografia. Sejam quais forem os sacrifícios que Rose terá de fazer para ganhar, Louis nomeia-se ele próprio o seu treinador.

“Bairro”
de Jorge Cardoso, Lourenço Mello, José Manuel Fernandes
Portugal – Crime – 2013
Sinopse: Diana, nasceu e cresceu no Bairro da Estrela Polar, perdeu os pais quando ainda era uma criança e lidera um bando de criminosos que negoceia em droga, lavagem de dinheiro, armas, quadros, jóias e tabaco. Comanda os principais assaltos por toda Lisboa. É uma líder fria, calculista, protetora, mas também mulher sedutora, engenhosa e solidária. O Bairro agradece-lhe a generosidade pagando com o silêncio sobre as suas atividades criminosas. Capaz de matar com uma frieza implacável. Os assaltos mais ousados são comandados por ela e a quadrilha observa um respeito ilimitado às suas decisões. A violência alastra cada vez mais. O Bairro está por sua conta. É o reduto inexpugnável que a protege. De arma em punho abre caminho, a tiro e ao murro, com golpes de audácia que deixam a Polícia Judiciária perplexa. Diana é um desafio para a Polícia Judiciária que não mede esforços para tentar apanhá-la. Desmantelar a quadrilha de Diana torna-se uma obsessão. A Polícia Judiciária reconhece que está perante o maior desafio da instituição. E por isso não a deixará em paz enquanto não a meter nos calabouços… ou na morgue. Diana enfrentará conflitos internos no meio do seu bando, a cobiça de gangs rivais e uma perseguição feroz pela Polícia Judiciária. Diana resistirá a todos estes desafios?

“Garfield – Um Festival de Comédia”
de Mark A.Z. Dippé
EUA – Animação – 2008
Sinopse: Garfield, há muito o campeão de talentos do Festival de Comédia, acredita que este ano só poderá ganhar como sempre com seu número de comédia habitual. O problema é que a sua parceira (e namorada) Arlene quer mudar o número. Quando Garfield, se recusa, Arlene junta-se ao super charmoso novo gato da cidade, Ramone, para um tango de fazer parar a ação. Não sendo feito para números a solo, Garfield perde o seu espírito de comediante! Com o tempo contado até ao espetáculo, Garfield, com o seu amigo Odie, partem à procura do Santo Graal das Gargalhadas, o lago mágico da água das gargalhadas, na Floresta Mística, cuja existência leu num livro de contos. Numa viagem cheia de enigmas, piadas, personagens engraçados e um guru da comédia (Freddy o Sapo, o primeiro ser engraçado!), conseguirá Garfield aprender as lições da verdadeira comédia e regressar a tempo de resgatar o primeiro prémio, e recuperar Arlene?

“Homem de Aço”
de Zack Snyder
EUA – Ação/Aventura – 2013
Sinopse: O Super Homem regressa ao cinema pela mão de Zack Snyder, de “300” e “Sucker Punch”, com produção de Christopher Nolan e argumento de David S. Goyer, a dupla de “O Cavaleiro das Trevas Renasce”.

“Imperador”
de Peter Webber
EUA – Drama – 2012
Sinopse: Enquanto detentor do poder real sobre uma potência estrangeira, o General Douglas MacArthur designa o general Bonner Fellers – um perito em cultura japonesa e em inteligência militar, para secretamente encontrar uma resposta à questão para paira sobre o país: deverá o Imperador Japonês, adorado pelo seu povo, ser salvo ou castigado por crimes de guerra? Dividido entre a precária situação política da sua urgente missão e uma demanda pessoal que o leva a tentar encontrar uma professora primária, o verdadeiro motivo que o levou ao Japão, Fellers apenas tem uma certeza: a de que as movimentações que se desenrolam à sua volta irão mudar, para sempre, o seu coração e a história entre duas nações.