“O Silêncio dos Outros”, um retrato da luta das vítimas do franquismo, em Espanha, e um dos mais importantes e premiados documentários do ano estreia no dia 25 de abril no âmbito do 6.doc, uma iniciativa do DocLisboa com o Cinema Ideal, depois de exibido na última edição do festival.

Realizado por Almudena Carracedo e Robert Bahar, e produzido por Pedro Almodóvar, o filme conquistou o Goya de Melhor Documentário e venceu o Prémio do Público da secção Panorama no Festival de Berlim.

Este documentário mostra a luta épica das vítimas dos 40 anos da ditadura de Francisco Franco, em Espanha, que continuam hoje a procurar justiça. Filmado ao longo de 6 anos, o filme acompanha várias vítimas e sobreviventes, enquanto organizam o “Processo Argentino” e enfrentam uma amnésia imposta pelo Estado perante crimes contra a Humanidade num país, que após quatro décadas de democracia, continua dividido.

A ditadura de Franco durou 38 anos (de 1936 a 1975) e após quase quatro décadas de fascismo, este documentário vai além do retrato de um passado recente: pretende questionar o futuro de um país amordaçado por uma parte das instituições e classe política herdeiras diretas do regime franquista, silenciado por um sistema conivente com uma minoria e sequestrado por um silencio inexplicavelmente imposto como arma de pacificação massiva.

Distribuído pela Midas Filmes, “O Silêncio dos Outros” estreia a 25 de abril no Cinema Ideal, em Lisboa, e no Alma Shopping, em Coimbra. No Porto, o filme estreia-se durante o Desobedoc 2019, às 21h30 no CCOP (Círculo Católico Operário do Porto), com a presença de um dos protagonistas do filme, Chato Galante e Amelia Martínez-Lobo da Fundação Rosa Luxemburgo – Madrid.