Faleceu no passado domingo, 18 de fevereiro, Giovane De Sena Brisotto, o protagonista do documentário “O Sentido da Vida”, realizado por Miguel Gonçalves Mendes. Giovane, engenheiro cartógrafo, tinha 31 anos de idade, e era portador de Paramiloidose Familiar (polineuropatia amiloidótica familiar – PAF) ou doença dos pezinhos. Segundo comunicou a produtora JumpCut, Giovane faleceu no Brasil, junto da família, vítima do curso natural da doença.

“Esta é uma doença rara, hereditária e sem cura de origem portuguesa, associada à degradação nos tecidos – em particular nos nervos – de uma substância fibrilar altamente insolúvel designada por amilóide. A doença tem idade de início entre os 25 e 35 anos (podendo ocorrer mais tarde) e inicia-se nos membros inferiores, afetando a sensibilidade aos estímulos, a capacidade motora, e é fatal, com evolução em média, em 10 anos.  Consoante a evolução da doença, o progresso dos sintomas pode ser parcialmente controlado e retardado através de medicação específica como o Tafamidis ou nalguns casos através de um transplante hepático. Esta doença espalhada pelos portugueses durante a época dos descobrimentos, existe no Japão, Suécia, a ilha de Maiorca, Brasil, Itália e Estados Unidos.”

“O Sentido da Vida” é o novo filme de Miguel Gonçalves Mendes, realizador de “José e Pilar” (2010), produzido pela JumpCut, pela El Deseo, e pela O2 Filmes, que tem como protagonista Giovane Brisotto, um jovem brasileiro portador da paramiloidose familiar, uma doença rara e incurável de origem portuguesa, espalhada pelo mundo durante a época dos Descobrimentos. O filme é uma viagem pelo mundo a fim de questionar a nossa existência através das indagações de um jovem brasileiro, portador de uma doença hereditária rara e sem cura (…) na busca de respostas para as suas questões existenciais e para o sentido de sua vida, ele irá revisitar a história da humanidade, traçando novas perspectivas, relacionando fenómenos e buscando novas respostas para velhas questões. Para descobrir O Sentido da Vida iremos olhar o mundo através da perspectiva singular deste jovem brasileiro que tem tudo a perder, inclusive a sua própria vida.”

Giovani Brisotto percorreu mais de 56 mil km pelo mundo com o realizador Miguel Gonçalves Mendes e a sua equipa. “Uma jornada quase impossível de concretizar com a sua doença, e que a equipa do filme teve a honra de acompanhar e registar”, segundo o comunicado da produtora, que apresentou as suas condolências à familia de Brisotto.

“O Sentido da Vida” segue ainda o quotidiano de sete figuras públicas: Valter Hugo Mãe (escritor), Mariko Mori (artista), Andreas Mogensen (astronauta), Hilmar Orn Hilmarsson (Músico), Marina Silva (política), Baltazar Garzón (juíz) e Colby Keller (ator pornô). O documentário tem estreia prevista para o final de 2018, inícios de 2019.