michael-chapman-taxi-driver

Morreu Michael Chapman, o diretor de fotografia de “Taxi Driver”

Morreu esta segunda-feira, 21 de setembro, o diretor de fotografia de “Taxi Driver” (1976) e “Touro Enraivecido” (1980), Michael Chapman, aos 84 anos, devido a uma insuficiência cardíaca.

Nascido em 1935, em Nova Iorque, Chapman trabalhou em mais de 40 filmes, dos quais se destacam “Taxi Driver” (1976) e “Touro Enraivecido” (1980), ambos de Martin Scorsese, tendo recebido a sua primeira nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia por “Touro Enraivecido”. Voltaria a receber a mesma nomeação mais tarde, em 1994, pelo filme “O Fugitivo” (1993), de Andrew Davis. Mesmo sem nunca ganhar uma estatueta dourada da Academia de Holywood, Chapman foi sempre reconhecido como um dos melhores diretores de fotografia, tendo trabalhado com grandes realizadores como Paul Schrader, Hal Ashby, Robert Towne e Philip Kaufman.

Destacam-se ainda outros filmes em que trabalhou como por exemplo “Os caça-Fantasmas II” (1989), “6 Dias 7 Noites” (1998),24 Horas Para Matar” (2000) e “O Segredo de Terabítia” (2007), o último filme que fez.

No início dos anos 1970, Chapman foi operador de camera e trabalhou com realizadores promissores como John Cassavetes, em “Maridos” (1970), Francis Ford Coppola, em “O Padrinho” (1972), e Steven Spielberg, em “Tubarão” (1975).