A organização do MOTELx – Festival Internacional de Cinema de Terror, que se realiza de 4 a 9 de setembro, em Lisboa, revelou recentemente algumas novidades para a sua 12.ª edição, uma “edição provocadora e fervilhante de surpresas (e segredos) por desvendar”. “The Nun – A Freira Maldita”, de Corin Hardy, vai ser exibido na abertura do MOTELx, na secção principal do festival, Serviço de Quarto. A saga “The Conjuring” recebe, assim, uma nova história que desafia a fé dos protagonistas e dos espectadores. Fazem ainda parte desta secção os filmes “Brother’s Nest”, de Clayton Jacobson, “Vutterhead”, de Rasmus Kloster Bro, “Ghost Stories”, de Andy Nyman e Jeremy Dyson, “Ghostland”, de Pascal Laugier, “Mandy”, de Panos Cosmatos, “Morto Não Fala”, de Dannison Ramalho, “Piercing”, de Nicolas Pesce, “Terrified”, de Demián Rugna, “The Ranger”, de Jenn Wexler e “Tigers Are Not Afraid”, de Issa Lopez.

A 12ª edição do MOTELx celebra o 200º aniversário de Frankenstein. A Cinemateca junta-se para celebrar o bicentenário da publicação do romance gótico de Mary Shelley, “Frankenstein: Ou O Moderno Prometeu”. O programa proposto conta com clássicos em 35mm como “Frankenstein” (com Boris Karloff), “The Curse of Frankenstein” (com Christopher Lee), mas também variações, como o biópico sobre James Whale, criador da icónica imagem do monstro de Mary Shelley, “Gods and Monsters” ou o filme de culto “Monster Squad”, de Fred Dekker. Para o público mais jovem, serão exibidos filmes como “A Noiva de Frankenstein”, de James Whale ou “O Mundo É um Manicómio”, de Frank Capra, mas também filmes de animação contemporâneos, tais como “Frankenweenie”, de Tim Burton e “Hotel Transylvania”, de Genndy Tartakovsky, sempre com um dos monstros mais reconhecidos mundialmente como tema.

A secção Quarto Perdido, que desvenda o que de melhor se fez no cinema de género português, será pela primeira vez inteiramente dedicada a uma cineasta, Solveig Nordlund. A realizadora sueca, que trabalhou para grandes cineastas nacionais, destacou-se pela adaptação do britânico JG Ballard em português no filme “Aparelho Voador a Baixa Altitude”, que será exibido no MOTELX, juntamente com o thriller psicológico “A Filha”

Outro ponto alto desta edição é a apresentação de um livro de contos de H.P. Lovecraft da Saída de Emergência, pelo músico Legendary Tigerman e pelo realizador Edgar Pêra, que estão a preparar um cine-concerto 3D, do qual serão revelados alguns excertos em primeira mão, juntamente com uma exposição das ilustrações portuguesas presentes no livro.

Serviço de Quarto
Brother’s Nest, de Clayton Jacobson
The Nun – A Freira Maldita, de Corin Hardy
Vutterhead, de Rasmus Kloster Bro
Ghost Stories, de Andy Nyman e Jeremy Dyson
Ghostland, de Pascal Laugier
Mandy, de Panos Cosmatos
Morto Não Fala, de Dannison Ramalho
Piercing, de Nicolas Pesce
Terrified, de Demián Rugna
The Ranger, de Jenn Wexler
Tigers Are Not Afraid, de Issa Lopez

Curta de Terror Portuguesa
A Boneca, de Gonçalo Morais Leitão
A Estranha Casa na Bruma, de Guilherme Daniel
Agouro, de David Doutel e Vasco Sá
Calipso, de Paulo A. M. Oliveira e Pedro Martins
Cinzas, de Célia Fraga
Coração Revelador, de São José Correia
Espelho Meu, de Hugo Pinto
Freelancer, de Francisco Lacerda e Francisco A. Lopes
Insanium, de Rui Pedro Sousa
Moscatro, de Patrícia Maciel
O Quadro, de Paulo Araújo
Yet Another Christmas Tale, de David Vieira

Fonte: MOTELx