Netflix investirá US$ 45 milhões anualmente em filmes franceses e europeus

De acordo com a revista Variety, a Netflix assinou um acordo de três anos com as associações cinematográficas francesas para investir um mínimo de € 40 milhões (US$ 45 milhões) no financiamento de filmes franceses e europeus que serão lançados nos cinemas franceses.

Vale lembrar que, anteriormente, a líder entre os streamings, assinou um pacto com as autoridades de transmissão da França para começar a investir 20% de suas receitas anuais em conteúdo francês, tanto séries quanto filmes, como parte de um decreto francês que resultou da implementação da Diretiva de Serviços de Mídia Audiovisual (Avms).

O acordo histórico desta terça-feira (22) fará com que a Netflix invista 4% de sua receita anual feita na França no financiamento de filmes franceses e europeus, com pelo menos 30 milhões de euros investidos em filmes em francês. Todos esses filmes estrearão nos cinemas franceses e serão lançados na Netflix 15 meses depois. A Netflix terá uma janela exclusiva desses filmes por um período de sete meses.

A imprensa internacional apurou que o pacto também prevê filmes de baixo orçamento. Para tanto, ele apresenta uma cláusula de diversidade segundo a qual a Netflix terá que dedicar pelo menos 17% dos € 40 milhões ao financiamento de filmes em língua francesa com um orçamento inferior a € 4 milhões. Nisso, o streaming precisará investir em um mínimo de 10 filmes na fase de pré-financiamento, ou seja, o mais tardar no início da fotografia principal.

“Este acordo é um novo passo em direção à nossa integração virtuosa no ecossistema único do cinema francês. Isso reflete nossa contribuição construtiva para o processo de negociação do AVMS e nosso compromisso de fazer parte da exceção cultural francesa.” disse a Netflix em comunicado enviado à Variety.

Até o momento, a Netflix é o primeiro e único serviço de streaming a assinar este acordo com organizações cinematográficas francesas, BLIC (Bureau de liaison des Industries Cinématographiques), BLOC (Bureau de liaison des Organizations du Cinema) e ARP (Société civile des auteurs réalisateurs producteurs). A França também é o único país da Europa que assinou esse acordo com a Netflix ou qualquer outra plataforma.

Anteriormente, o streaming teve que esperar 36 meses para acessar os filmes que são lançados nos cinemas na França e espera que a atual janela de 15 meses seja reduzida nos próximos três anos.

Ainda em comunicado à Variety, a Netflix disse que “continuará a promover uma janela anterior para refletir melhor os hábitos reais de visualização dos consumidores”.

A Variety recorda que as rígidas regras de janela da França impediram a Netflix de estrear mundialmente seus filmes em competição em Cannes, já que o festival exige que todos os filmes concorrentes tenham uma referência.

Skip to content