O Som que Desce na Terra, de Sérgio Graciano © Filipe Feio / NOS AUDIOVISUAIS

“O Som que Desce na Terra” de Sérgio Graciano tem estreia nacional

Last updated:

Realizado por Sérgio Graciano, com Gabriela Barros como protagonista, “O Som Que Desce na Terra” é inspirado numa história verídica passada em Portugal em 1966. O filme estreia esta quinta-feira, dia 11 de novembro, nos cinemas nacionais.

Maria da Luz (Gabriela Barros) espera notícias do marido, soldado no Ultramar, que após ser destacado para liderar uma operação é dado como desaparecido. Neste período, onde a ausência de notícias lhe traz sofrimento e solidão, toma consciência que estes sentimentos são partilhados por outros que, como ela, esperam pelos seus e toma uma decisão: gravar mensagens de apoio das mães, mulheres e familiares para os soldados e entregá-las pessoalmente a cada um, no meio de uma Angola em plena guerra.

O Som que Desce na Terra, de Sérgio Graciano
© Filipe Feio / NOS AUDIOVISUAIS

O “Som Que Desce na Terra” inspira-se na história verídica de Maria Estefânia Anacoreta que, em 1966, saiu de Santarém aos 47 anos e durante 7 meses percorreu quase 20 mil quilómetros, por Angola, com um gravador de som.

Na Guerra Colonial as mulheres eram maioritariamente filhas, irmãs, mães, esposas… que ficavam à espera que “eles” voltassem. Maria Estefânia (Maria da Luz, no filme), não.

Realizado por Sérgio Graciano ( “Salgueiro Maia – o Implicado“; “A Impossibilidade de Estar Só“; “Linhas de Sangue”; “Assim, Assim”) e com argumento de Joana Andrade e Filipa Poppe, “Som Que Desce na Terra” é protagonizado por Gabriela Barros (“Linhas de Sangue”; “Cá por Casa”; “Pôr do Sol”), José Condessa, Margarida Marinho e José Raposo.

Skip to content