2011 praticamente já acabou e 2012 promete entrar em grande, principalmente o mês de Fevereiro que terá as estreias de alguns dos melhores filmes de 2011 – o que terá este mês de tão especial por nos fazerem esperar por ele? – 2012 será um ano para todos os gostos e temos grandes promessas cinematográficas ao longo de todos os meses do ano. Será certamente um ano memorável!

 

Vamos então aos filmes:

Já confirmadas em Janeiro vamos ter as estreias de “A Minha Semana com Marilyn”, a sequela de “Sherlock Holmes” “Martha Marcy May Marlene”, bem como “A Gruta dos Sonhos Perdidos” de Werner Herzog; Este documentário em 3D foi bem recebido lá fora sendo mesmo considerado um dos melhores documentários de 2011 dentro do circuito dos festivais. O mesmo se pode dizer de “Martha Marcy May Marlene”, este thriller independente de Sean Durkin foi também considerado um dos melhores filmes do ano e eu pessoalmente aguardo-o com muita expectativa. A partir de 5 de Janeiro os portugueses podem confirmar isso no grande ecrã.

 

O inicio de 2012 será mesmo em grande ainda com as estreias de “Moneyball – Jogada da Risco” de Bennet Miller e com Brad Pitt no papel principal, o fantástico “Tomboy”, filme francês de Céline Sciamma que o Cinema 7ª Arte recomenda vivamente aos seus leitores, bem como “Warrior”, que foi para mim um dos absolutamente melhores filmes de 2011 que não tiveram ainda estreia no nosso país. Haverá ainda a estreia de “The Girl With the Dragon Tattoo” a versão cinematográfica de David Fincher do primeiro livro da saga Millennium do escritor sueco Stieg Larsson. Para os fãs de Fincher esta pode ser uma boa estreia.

 

Para o resto do ano as recomendações são muitas mas irei dar principal destaque aos seguintes filmes:

“Brave” – Este filme marca o regresso da Pixar depois do mal recebido “Carros 2”. Mark Andrews é o realizador deste filme que promete ser grandioso, belo, e de forma geral o regresso da Pixar ao patamar que eles habituaram o público. Existe grande expectativa – e por isso também grande pressão – sobre este filme tanto por parte do público como da critica. “Brave” estreia em Junho nos Estados Unidos.

 

“The Hobbit – An Unexpected Journey” – Peter Jackson atingiu a glória entre o público com a trilogia do Anel e após uma longa batalha na pré-produção eis que finalmente consegue regressar ao universo que mais prémios lhe deu. Tal como “Brave” este filme – que é apenas um dos dois filmes sobre o livro “O Hobbit” – promete ser “grande”. A estreia será em Dezembro e será em 3D. Aguardemos até lá.

 

“O Artista” – Este carismático filme de Michel Hazanavicius tem varrido festival atrás de festival e arrisca-se a entrar em grande nos Óscares. Dizem ser uma ode ao cinema, uma homenagem a toda esta arte. Não há muito mais a dizer para além de que quero muito, repito: muito, ver este filme. Estreia em terras lusas no dia 2 de Fevereiro.

 

“War Horse” – É o regresso de Spielberg pouco tempo depois da estreia de “Tintin” – e não será o ultimo filme dele este ano já que “Lincoln” deverá estrear em Dezembro – e tem sido muito bem recebido. É mais um filme de 2011 que só podemos ver em Fevereiro de 2012. Dia 23 para ser mais exacto.

 

“Prometheus” – Ridley Scott; foi com tédio que vi o seu “Robin Hood” e já antes disso não fiquei muito agradado com “Body of Lies”; mas parece que ele quis regressar agora à Ficção Científica e eu agradeço por isso. As imagens do trailer são fabulosas, o elenco é bom – Michael Fassbender particularmente está “em forma” – e a narrativa do filme promete lidar com o mesmo mundo já abordado na saga “Alien”. “Prometheus” será ou um grande filme ou uma grande desilusão. Dia 7 de Junho veremos isso.

 

“Les Miserables” – Tom Hooper ainda está em alta depois d’ “O Discurso do Rei” e agora regressa com um musical inspirado na obra homónima de Victor Hugo, trazendo consigo Hugh Jackman para interpretar Jean Valjean, para além de ter também no elenco Helena Bonhan Carter e Sacha Baron Cohen. Hooper Ganhou o Oscar de melhor realizador no ano passado portanto esperamos que ele justifique mais uma vez esse prémio. O único senão será a possibilidade do filme só estrear em inícios de 2013 em Portugal. A estreia nos Estados Unidos será no entanto a 7 de Dezembro. Esperemos que o filme chegue cá pelo Natal.

 

“Gravity” – Fala-se de um plano inicial com cerca de 20 minutos, imagens em 3D nunca antes vistas bem como magníficos efeitos especiais. Agora que o novo filme de Alfonso Cuaron nos abriu o apetite vai ter que o saciar. Estreia nos Estados Unidos no dia 21 de Novembro.

 

“Gangster Squad” – Ruben Fleischer deu-nos “Zombieland” e no ano passado desiludiu um pouco com “30 Minutes or Less”; no entanto “Gangster Squad” é um filme de época e será a primeira vez que o realizador vai ter um grande orçamento. O elenco inclui Sean Penn, Ryan Gosling, Emma Stone e Josh Brollin. Ou seja: não há que enganar! E num ano com muitos Blockbusters com uma orientação mais juvenil, ter-mos um filme com uma orientação mais adulta é um bom brinde. Estreia dia 19 de Outubro nos Estados Unidos.

 

“The Pirates! Band of Misfits” – Se gostaram de “Wallace and Grommit” e de “A fuga das Galinhas” sabem que podem contar com este novo filme dos estúdios Aardman. Vai ser, no mínimo, divertido e isso já conta para alguma coisa. Estreia nacional dia 29 de Março

 

“Moonrise Kingdom” -Pessoalmente este é dos que mais aguardo. É o novo filme do Wes Anderson, de quem tenho que me declarar fã. Aquele toque blasé dos seus filmes bem como a ligeira presunção artística presente em quase todos os planos e diálogos  agradam-me e não há nada que consiga fazer quanto a isso. “Moonrise Kingdom” traz não só Anderson com a sua trupe – Bill Murray e Jason Schwartzman – como traz também no elenco Edward Norton, Bruce Willis e Tilda Swinton. Deverá estrear na ultima metade do ano.

 

“Dark Knight Rises” – Todos querem ver como acaba a aventura de Nolan pelo universo de Batman. O estilo realista que o realizador britânico trouxe à cidade de Gotham está a ser até agora um sucesso entre adeptos de banda desenhada e não só. É sem sombra de duvida um dos filmes mais aguardados a nível mundial e eu não fico impune. 2 de Agosto é o grande dia nas salas nacionais.

 

“Dark Shadows” e “Frankenweenie” – Dose dupla de Tim Burton em 2012. “Dark Shadows” era uma novela americana com vampiros e monstros enquanto que “Frankenweenie” é o projecto adiado de Burton desde há muito tempo. Ambos saem para os cinemas este ano mas só “Dark Shadows” tem data confirmada em Portugal para já: 10 de Maio.

 

“Florbela” – Quando soube que este filme estava a ser feito fiquei bastante contente. Portugal tem boas histórias entre os seus e fico satisfeito por ver Vicente Alves do Ó a pegar numa dessas histórias. As imagens já lançadas mostram qualidade. Estreia em inícios de 2012. Como qualquer outro “grande” filme português actual, irá também haver a respectiva mini-série.

 

“Looper” – Quem já viu “Brick” de 2005 sabe bem que Rian Johnson é capaz de criar um grande filme sem grandes orçamentos ou grandes efeitos especiais. Ele também é o realizador de “The Brothers Bloom”, filme protagonizado por Adrien Brody e Mark Ruffalo que merecia na minha opinião um pouco mais de amor por parte do povo. Agora o realizador regressa com um filme Sci-Fi onde viagens no tempo são usadas como uma arma e eu digo: Venha de lá esse filme. Rian Johnson já provou que sabe dominar a linguagem cinematográfica tal como provou saber lidar com os actores de forma a obter o melhor deles. “Looper” promete misturar a força visual de “Brick” com um pouco do humor de “The Brothers Bloom” e ainda mais alguma acção à mistura. Estreia nos Estados Unidos no final de Setembro; espero por isso ter o filme em Portugal pouco depois disso.

 

“The Avengers” – Quem gosta de banda desenhada ou de ver grandes Blockbusters este filme não deverá desiludir. Joss Whedon está no leme e já se sabe que ele não costuma falhar. O filme marca a reunião na tela do Capitão America (Chris Evans) Thor (Chris Hemsworth) Hawkeye (Jeremy Renner) Iron Man (Robert Downey Jr) Nick Fury (Samuel L Jackson) Black Widow (Scarlett Johansson) e o incrível Hulk (Mark Ruffalo) e é um dos acontecimentos cinematográficos mais aguardados. 3 de Maio é a estreia nacional.

 

“Django Unchained” – Goste-se ou não, um filme de Quentin Tarantino é por si só um acontecimento; e este parece ser grande. O elenco é monstruoso – Jamie Foxx, Kurt Russel, Joseph Gordon Levitt, Sacha Baron Cohen, Samuel L. Jackson, Christopher Waltz e Leonardo Dicaprio – e não posso deixar de mencionar que é um Western, género sempre bem vindo no cinema. Dia 27 de Dezembro é o grande dia.

 

“Hugo” – Deixei para o fim aquele filme pelo qual mais sofro para poder ver. Scorcese é um mestre capaz de criar um filme em qualquer género do cinema e sair-se de forma exemplar. “Hugo” recebeu criticas excelentes tanto a nível narrativo como visual – diz-se que o uso do 3D é soberbo –  e tem estado em praticamente todas as listas de melhores do ano. Frusta-me ter que esperar por 9 de Fevereiro  para poder apreciar este filme.

 

“The Hunger Games” – Os livros de Suzanne Collins são muito bons e seria uma questão de tempo até chegar a sua vez de virem parar às grandes telas. Com o final da saga de “Harry Potter” e com o iminente final da saga “Twilight” – finalmente! – abriu-se finalmente a vaga e eis que “The Hunger Games” se apresentam nas salas de cinema. Gary Ross é o realizador e o filme mostra-se bastante “convidativo” com as fotos de rodagem e trailers que têm saído cá para fora. Foi a própria autora dos livros a fazer a adaptação do argumento portanto os fãs da série podem ficar descansados com esse aspecto. Estreia nacional dia 29 de Março.

 

“Yut Doi Jung Si / The Grandmasters” – Um filme sobre Ip Man, o homem que ensinou artes marciais a Bruce Lee. Um filme realizado por Wong Kar Wai. Apesar de ser uma aposta um tanto vaga penso que o filme pode chegar este ano pelo menos aos festivais portugueses. A acontecer, um filme de artes marciais realizado por Wong Kar wai será sempre um mimo para os olhos.

 

E são estes os filmes que o Cinema 7ª Arte recomenda aos seus leitores. Da nossa parte são esperados grandes filmes nas salas nacionais em 2012 e esperamos que as nossas recomendações vos ajudem a um melhor ano cinematográfico cheio de opções diversas e de – esperamos nós – qualidade.

 

O Cinema 7ª Arte deseja-lhe também uma boa entrada no novo ano bem como um bom final do que resta deste.