“Fantasia 1940” é uma obra prima do cinema de animação!

A escolha desta vez foi mais complicada, pois nos anos 40 estrearam grandes clássicos, como, “Pinóquio”“Dumbo” e“Bambi”, mas só um é que realmente me marcou. E esse filme foi, sem dúvida, “Fantasia” (1940), por duas razões, por ter música clássica e por ser um dos filmes mais educativos e inteligentes da Disney. Esta foi a terceira longa-metragem da Walt Disney e a mais musical de todas. O filme é constituído por oito segmentos animados, acompanhados de música clássica de grandes mestres, como, Bach, Tchaikovsky e Beethoven.

 

Quando “Fantasia” estreou em 1940 nos cinemas, não teve muito sucesso. Só a partir da década de 90 com o VHS é que teve o merecido sucesso, quer do público quer da crítica. Vi este filme dezenas de vezes, também em VHS, com os meus avós, devia ter quatro ou cinco anos. E foi com este filme que eu aprendi a gostar de música clássica. É principalmente por esta razão que escolho o filme “Fantasia” como o melhor filme da década de 40. É dos poucos filmes que consegue cativar tanto um público jovem e a educar este público a apreciar música clássica. Foi o que aconteceu comigo, nunca me esqueço da sequência do Mickey a dar ordens às vassouras para transportarem os baldes de água, a cena das flores dançantes e a cena hilariante  com os crocodilos, elefantes, hipopótamos e avestruzes. Este filme é talvez o mais criativo e mais desafiador de todos os outros 49 filmes da Disney. Pelo facto de ter atribuído imagens à música, o que não é nada fácil. Quando ouvimos estas músicas clássicas, cada um cria o seu mundo, que é diferente de pessoa para pessoa. Mas as imagens da Disney conseguem criar as imagens perfeitas que agradam a todos os que ouvem e vêem. É simplesmente magnifico ver esta obra prima do cinema de animação!

 

Não podia terminar sem antes atribuir uma Menção Honrosa a “Dumbo” que não pode ser esquecido. “Dumbo”, o elefante voador mais famoso do mundo é a quarta longa-metragem da Disney. É um dos filmes mais dramáticos da Disney e dos que mais critica a sociedade, por defender aqueles que são diferentes, (o pequeno elefante Dumbo era renegado e ridicularizado por todos os outros animais e humanos por ter umas orelhas muito grandes) e é também um filme muito experimental. Destaco a cena da música dos elefantes cor-de-rosa, que é das uma das melhores cenas do filme.