Terminou no passado domingo a 41ª edição do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), no Canadá, um dos mais importantes festivais de cinema da América do Norte, atribuindo o mais importante prémio do certame, o Prémio do Público, ao musical “La La Land”, de Damien Chazelle, tornando-se assim num forte candidato aos Óscares.

Protagonizado por Ryan Gosling e Emma Stone, o filme pretende ser uma homenagem aos musicais antigos de Hollywood, que acompanha a história de um pianista de jazz, Sebastian (Ryan Gosling) que se apaixona por uma aspirante a atriz, Mia (Emma Stone). Desde a sua estreia no Festival de Veneza que o filme tem vindo a receber elogios por parte da crítica e do público.

Este prémio do público é um forte barômetro para a corrida aos Óscares, sendo que filmes como “Quem Quer Ser Bilionário?”, “O Discurso do Rei”, “12 Anos Escravo” e “O Jogo da Imitação” que venceram este prémio, foram todos nomeados aos Óscares. Em quarenta e uma edições, já foram cinco filmes que venceram o prémio de Melhor Filme em Toronto também venceram o Óscar de Melhor Filme.

Prémio do Público (Ficção)
La La Land, de Damien Chazelle
Prémio do Público (Documentário)
I Am Not Your Negro, de Raoul Peck
Prémio do Público (Midnight Madness)
Free Fire, de Ben Wheatley
Prémio de Plataforma (Escolha do Júri)
Jackie, de Pablo Larraín
Prémio NETPAC para Melhor Filme Asiático
In Between (Bar Bahr), de Maysaloun Hamoud
Prémio FIPRESCI (Special Presentation)
I Am Not Madame Bovary, de Feng Xiaogang
Prémio FIPRESCI (Discovery)
Kati Kati, de Mbithi Masya
Melhor Filme Canadiano
Those Who Make Revolution Halfway Only Dig Their Own Graves, de Mathieus Denis & Simon Lavoie
Melhor Primeiro Filme Canadiano
Old Stone (Lao Shi), de Johnny Ma
Melhor Curta Internacional
Imago, de Ribay Gutierrez (Filipinas)