MICAR 2015_1

A associação Movimento SOS Racismo organiza a 2º edição do MICAR – Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, a realizar-se entre 16 e 18 de outubro, no Teatro Municipal do Porto – Rivoli, no Porto.

“Em 2015 celebram-se os 70 anos do fim da IIª Guerra Mundial, os 50 anos da vitória do movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos e os 25 anos de vida do Movimento SOS RACISMO. No entanto, aqueles que hoje partilham o mundo são ainda responsáveis por guerras e conflitos que semeiam o campo fértil do ódio e de novas formas de violência. Também a indiferença quotidiana contribui para que se abandonem a condições de sub-humanidade milhões de outros/as e que lhes seja negada a possibilidade de acesso a uma vida realizada e digna. As diferentes formas de horror tornadas visíveis nos dramas das diversas travessias por terra ou por mar, na ascensão de movimentos extremistas políticos e religiosos que varrem países dentro e fora da Europa, são algo que já não queríamos deixar como legado aos que nascem neste ano de 2015.”. O MICAR pretende estimular a reflexão e o debate sobre todas estas questões através do cinema.

Entre os filmes do programa destacam-se “Le Havre” de Aki Kaurismaki, “A Jaula de Ouro” de Diego Quemada-Díez, “Cavalo Dinheiro” de Pedro Costa“Timbuktu” de Abderrahmane Sissako. A entrada é gratuita.

 

16 outubro – Sexta-Feira

14h45 – Sessão especial para alunos/as do 1º ciclo de Ensino Básico

Som de Mudança, de Harmony Bouchard, Raphaël Cenzi, Joakim Riedinger, Andy Le Cocq

Macropolis, de Joel Simon

16h15 – Sessão especial para jovens do 3º ciclo do Ensino Básico

Kali, o Pequeno Vampiro, de Regina Pessoa

Kaddish para um amigo, de Leo Khasin

21h30 – Sessão de Abertura

O Mal dos Outros, de Miguel Clara de Vasconcelos

Evaporating Borders, de Iva Radivojevic (com legendas em inglês)

Nota: Inclui debate no final, com a presença de Vanessa Rodrigues e António Loja Neves, sobre o papel do Cinema enquanto instrumento de intervenção social.

 

17 outubro – Sábado

14h30

Passageiro clandestino, DE Pepe Danquart

Le Havre, de Aki Kaurismaki

16h30

Superfície, de Rui Xavier

Água Prateada – Um auto-retrato da Síria, de Wiam Bedirxan e Ossama Mohammed

18h30

A Jaula de Ouro, de Diego Quemada-Díez

21h30

A respeito da violência, de Göran Olsson

Nota: Inclui debate no final, com a presença de Manuela Ribeiro Sanches, para abordar a questão do colonialismo e do pós-colonialismo, tema vital para se compreender hoje as assimetrias de desenvolvimento entre os continentes europeu e africano e para uma melhor leitura sobre os novos movimentos migratórios.

 

18 outubro – Domingo

16h30

Apenas o vento, de Bence Fliegauf

18h30

Cavalo Dinheiro, de Pedro Costa

21h30 – Sessão de encerramento

Timbuktu, de Abderrahmane Sissako

Nota: Inclui debate no final, com a participação de Luís Guerra e Manuel Loff, sobre o crescimento de movimentos extremistas que, sob a máscara de uma suposta leitura religiosa, têm semeado o caos em vários países africanos e no médio oriente.

MICAR 2015_2

Fonte: MICAR