O ciclo “Solos & Solidão” arranca em Maio dedicado ao Cinema, organizado pela Cooperativa Cultural Acrítica (Carmo 81), em parceria com o Cine Clube de Viseu.

Este primeiro ciclo conta com quatro filmes, dois contemporâneos e dois clássicos, que retratam este estado de espirito (a solidão). “Lucky” (2017) de John Carroll Lynch, “Nostalgia” (1983) de Andrei Tarkovski, “Alemanha, Ano Zero” (1948) de Roberto Rossellini e “Colo” (2017) de Teresa Villaverde são as propostas do Carmo 81 e do Cine Clube de Viseu para ver nos dias 8, 9, 15 e 16 de maio, respectivamente, no IPDJ, em Viseu.

Os ciclos Solos & Solidão vão estender-se até outubro, sendo que cada mês é dedicado a uma área artística, que vai desde ao teatro, às artes plásticas, à fotografia e à música. Leonor Keil, Filho da Mãe, Jaime Raposo, Afonso Cruz, Teatro do Oprimido, Palmilha Dentada, João Cosme, entre outros, fazem parte do cartaz.