Pára-me de Repente o Pensamento (2014)_1

Terminou ontem a 20ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português com a cerimónia de entrega dos prémios, que decorreu em Coimbra, co-apresentada por Sílvia Almeida e Gonçalo Ribeiro. O documentário “Pára-me de Repente o Pensamento”, de Jorge Pelicano, venceu o Grande Prémio do Festival e ainda venceu o Prémio do Público e o de Melhor Realizador. O filme teve a sua estreia mundial no DocLisboa este ano e apresenta a seguinte sinopse: “Cafézinho, cigarrinho. Utentes vagueiam pelos corredores. Circulam sós. Esperam. Mais uma passa. Terapias que apelam aos sentidos. Rotinas que os puxam para a realidade. É a vida que se repete num hospital psiquiátrico. Do mundo exterior, chega um actor que procura a sua personagem para uma peça de teatro, submergindo no mundo interior dos esquizofrénicos”.

O prémio de Melhor Longa-Metragem foi para “É o Amor”, de João Canijo, o prémio de Melhor Documentário foi para “E Agora? Lembra-me”, de Joaquim Pinto, e o de Melhor Curta-Metragem foi atribuído a “Bicicleta”, de Luís Vieira Campos.

 

Grande Prémio do Festival

Pára-me de Repente o Pensamento, de Jorge Pelicano

Prémio do Público

Pára-me de Repente o Pensamento, de Jorge Pelicano

Melhor Longa-Metragem

É o Amor, de João Canijo

Melhor Documentário

E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto

Melhor Curta-Metragem

Bicicleta, de Luís Vieira Campos

Melhor Animação

O Coveiro, de André Gil Mata

Melhor Realizador

Jorge Pelicano, Pára-me de Repente o Pensamento

Melhor Ator

Nuno Pardal, Éden

Melhor Atriz

Isabel Abreu, Coro dos Amantes

Melhor Ator Secundário

Jaime Freitas, Cigano

Melhor Atriz Secundária

Adelaide Teixeira, Bicicleta

Melhor Argumento Original

Rafael Antunes, Lápis Azul

Melhor Argumento Adaptado

Simão Cayatte, Miami

Melhor Fotografia

Vasco Viana, Um Fim do Mundo

Menção Honrosa – Fotografia

Paulo Castilho, Longe do Éden

Melhor Montagem

Jerónimo Rocha, Dédalo

Melhor Música Original

José Castro, 7 Pecados Rurais

Melhor Som

Vasco Pimentel, Raquel Jacinto e Hugo Leitão, Bobô

Melhor Guarda-Roupa

Teresa Campos, O Grande Kilapy

Melhor Direcção Artística

Luís Monteiro, Dédalo

Melhor Caracterização

Helena Baptista, Cláudia Ferreira, Sara Menitra e João Rapaz, O Frágil Som do Meu Motor

Prémio Revelação

O Primeiro Verão, de Adriano Mendes

Prémio D. Quixote

Um Fim do Mundo, de Pedro Pinho

Prémio da Imprensa

Coro dos Amantes, de Tiago Guedes

Prémio Ensaios

Fúria, de Diogo Baldaia