"O Garoto" (1921)_1

Dois dos filmes mais importantes da obra de Charlie Chaplin, “O Garoto” (1921) e “A Quimera do Ouro” (1925), vão ser repostos em Cópias Digitais Restauradas, pela Midas Filmes no Cinema Ideal, em Lisboa, a partir de 11 de dezembro. Um realizador único, universal e inventivo, com filmes que são uma referência para todos os adultos e para todas as crianças.

Em “O Garoto”, Charlot toma conta de uma criança abandonada, mas a sua relação fica em risco, quando a mãe tenta recuperar a criança. Em “A Quimera do Ouro”, Charlot parte à procura de ouro no Alaska. Mete-se numa série de situações hilariantes e apaixona-se pela bela Georgia. Tenta conquistar o seu coração com o seu charme inconfundível.

Simultaneamente, a Midas edita em DVD a série Chaplin Hoje, uma série de 10 filmes, com supervisão de Serge Toubiana, crítico e teórico do cinema e actualmente Director da Cinemateca Francesa, em que alguns dos mais conceituados cineastas contemporâneos – Bertolucci, Chabrol, os irmãos Dardenne, Jarmusch, Kiarostami e Kusturica, entre outros – falam sobre a influência decisiva e singular de Chaplin no cinema e nas obras respectivas.

Esta colecção permite uma viagem ao universo de Chaplin que nos permite também compreender melhor os seus métodos como actor, realizador e produtor. “Chaplin é um excelente contador de histórias. Os filmes de hoje em dia já não sabem como contar histórias.” diz Abbas Kiarostami, no episódio dedicado a “O Garoto”.

No próximo ano, a Midas fará a reposição de mais dois filmes do mítico Charlot em versões restauradas: “O Grande Ditador” e “Tempos Modernos”. Estas reposições da Midas Filmes vêm somar-se às reposições dos dois filmes de Alfred Hitchcock, “Vertigo” e “Psycho” e a “A Desaparecida” de John Ford.

Relembramos que este ano comemoram-se os 100 anos da mítica personagem Charlot e os 125 anos do nascimento de Chaplin.