A Working Title e a Universal Pictures anunciaram o arranque da rodagem de “Cats”. O extraordinário musical de sucesso em palcos de todo o mundo, inspirado nos poemas do livro “Old Possum’s Book of Practical Cats, de T.S. Eliot, já com estreia agendada nos cinemas para o Natal de 2019.

O filme tem como protagonistas o ator James Corden, vencedor e apresentador dos Tony e Emmys (“One Man, Two Guvnors”, “The Late Late Show com James Corden”); Judi Dench (“A Paixão de Shakespeare”), vencedora de um Óscar; Jason Derulo, cantor com vários discos de platina; Idris Elba (“The Wire”, da HBO, “Luther”), ator vencedor de um Emmy e de um Globo de Ouro; Jennifer Hudson (“Dreamgirls”), premiada com um Óscar, um Globo de Ouro e um Grammy; Ian McKellen (“Deuses e Monstros”), nomeado para um Óscar; Taylor Swift, premiada com um Emmy e dez Grammy’s, cuja Reputation Stadium Tour é o maior sucesso de bilheteira da história dos EUA; Rebel Wilson, super estrela da comédia (da saga “Um Ritmo Perfeito”); e conta também com Francesca Hayward, bailarina principal do Royal Ballet.

O realizador vencedor de um Óscar Tom Hooper (“O Discurso do Rei”, “Os Miseráveis”, “A Rapariga Dinamarquesa”) utiliza uma espantosa nova tecnologia para transformar os membros do elenco nesta nova e empolgante visão de um dos musicais mais amados de sempre.

Adaptado para o cinema por Hooper e Lee Hall (“Billy Elliot”), Cats é produzido por Hooper, Tim Bevan, da Working Title, Eric Fellner e Debra Hayward (“Os Miseráveis”), que sugeriu a ideia à Working Title. O filme será produzido por esta última em parceria com a Monumental Pictures e The Really Useful Group, tendo produção executiva de Steven Spielberg, Andrew Lloyd Webber, Angela Morrison (“Os Miseráveis”) e Jo Burn (“Aniquilação”).

Um dos musicais mais antigos na história do West End e da Broadway, a produção londrina de “Cats” teve a sua estreia mundial no New London Theatre em 1981, onde ficou em cena durante uns inéditos 21 anos e quase 9000 espetáculos. O espetáculo ganhou os prémios Olivier e do Evening Standard para Melhor Musical. Em 1983, a produção da Broadway recebeu sete Prémios Tony, incluindo Melhor Musical e esteve em cena durante uns extraordinários 18 anos.

Sob a orientação do coreógrafo vencedor de três Tonys, Andy Blankenbuehler (“Hamilton: An American Musical”, “In the Heights”, “Bandstand”), que também coreografou a renovação em palco de “Cats”, em 2016, o elenco do filme inclui alguns dos mais excecionais e inspiradores bailarinos profissionais da atualidade, incluindo o fenómeno de dança hip hop Larry e Laurent Bourgeois (também conhecidos como Les Twins); o ex-bailarino principal do New York City Ballet e ator nomeado para um Tony, Robbie Fairchild (“An American In Paris”); o antigo solista do Royal Ballet, Eric Underwood; Mëtte Towley, membro do aclamado grupo de dança de Pharrell Williams, The Phares; Steven McRae, diretor do Royal Ballet; e empolgantes bailarinos de dança street, freestyle e contemporânea do Brasil, França, Filipinas, Estados Unidos e Reino Unido.

A equipa criativa que leva “Cats” ao grande ecrã inclui Eve Stewart (“O Discurso do Rei”); o diretor de fotografia Christopher Ross (“Terminal”, “Quarto”); Paco Delgado (“A Rapariga Dinamarquesa”); o engenheiro de som Simon Hayes, premiado com um Óscar (“Os Miseráveis”); Marius De Vries, produtor musical vencedor de um BAFTA (“Moulin Rouge”, “Romeu + Julieta”); e a conhecida diretora de casting Lucy Bevan (“Ready Player One: Jogador 1”, “Um Crime no Expresso do Oriente”).

Este artigo foi originalmente publicado na Comunidade Cultura e Arte, tendo sido aqui reproduzido com a devida autorização.