A 20.ª edição do Monstra – Festival de Animação de Lisboa iria acontecer de 18 a 29 de março de 2020 se não fosse a pandemia do coronavírus (Covid-19). No entanto, a organização do festival resistiu e fez questão de assinalar os 20 anos de existência do festival com uma edição online, a “Monstra em Casa”, a decorrer entre os dias 25 e 31 de maio.

A Monstra vai exibir online curtas-metragens em competição através da plataforma Kinow. Nesta edição de sete dias vão ser exibidas 12 sessões, num total de 169 filmes das competições de Curtas, Curtíssimas (filmes até 2 minutos), Estudantes e a Competição Portuguesa e vão realizar-se 6 master classes.

Segundo Fernando Galrito, diretor artístico do festival, “o MONSTRA  EM CASA é uma partilha, um encontro, um festival de cinema de animação que decorre na casa de todos. É uma outra forma de comemorarmos os nossos 20 anos e de levarmos a todos os mais recentes e os melhores filmes de animação do mundo. Esta é a primeira parte de um festival que pretendemos que possa decorrer nas salas de cinema no final de setembro, onde, para além de todas as retrospetivas, apresentaremos a competição de longas-metragens.”

A Competição Portuguesa SPA Vasco Granja é composta por 13 curtas-metragens que são uma seleção dos melhores filmes profissionais e de estudantes de autores portugueses realizados no último ano e meio, nomeadamente: “Tio Tomás – A Contabilidade dos Dias”, de Regina Pessoa, “O Rapaz Roxo”, de Alexandre Siqueira, “A Mãe de Sangue”, de Vier Nev, “O Peculiar Crime do Estranho Sr. Jacinto”, de Bruno Caetano, “Assim Mas Sem Ser Assim”, de Pedro Brito, “Maré”, de Joana Rosa Bragança, “Nestor”, de João Gonzalez, “To You On The Eve Of Isolation”, de Óscar Ferreira, “Ode à Infância”, de João Monteiro e Luís Vital, Ødelagt”, de Eduarda Duarte; “Catarse”, de Margarida Roxo Neves e Tiago Gomes; “Half Love”, de Inês A. Rodrigues, e “Cruelty Free”, de Tiago Xavier e Cristiane Reis.

Vão ainda realizar-se seis master classes com grandes mestres da animação mundial: o realizador alemão Raimund Krumme vai discursar sobre “O Desenho e o Espaço no Cinema de Animação”; Christophe Herald, compositor francês cujas bandas sonoras já foram várias vezes premiadas, vai falar do seu trabalho no último filme de Jean François Laguionie, “Le Voyage du Prince”, uma longa-metragem que está em competição na MONSTRA a apresentar em setembro; Arnaldo Galvão (Brasil) vai falar sobre os 100 anos da animação brasileira; Eduard Puertas Anfruns (Espanha) vai dar uma master class intitulada “O Stop-Motion Fácil”; Burak Sahin (Turquia) apresenta “A Animação como uma Forma de Pensar e Educar”. Por último, o norte-americano Ed Hooks vai falar sobre a interpretação na animação.

Paralelamente, nos dias 30 e 31 de maio, entre as 8h e as 13h, a Monstra vai exibir filmes na RTP2 para os mais novos. A Monstra vai ainda programar sessões no Cinema São Jorge em setembro.

Competição Longas-metragens
A Famosa Invasão da Sicília Pelos Ursos, de Lorenzo Mattotti
A Fantástica Viagem de Marona, de Anca Damian
As Andorinhas de Cabul, de Zabou Breitman, Eléa Gobbé-Mévellec
Buñuel no Labirinto das Tartarugas, de Salvador Simó
Surfa a tua onda, de Masaaki Yuasa
Louis e Luca: A Viagem à Lua, de Rasmus Sivertsen
A Viagem do Príncipe, de Jean-François Laguionie , Xavier Picard

Competição Curtas-metragens
Seleção Natural, de Aleta Rajic
Mancha, de Donato Sansone
Assim Mas Sem Ser Assim, de Pedro Brito
Lua Azul, de Charlotte Dossogne
Amor Profundo, de Mykyta Lyskov
Paralelos em Série, de Max Hattler
Sonhos Ilustrados, de Koji Yamamura
O Malabarista, de Skirmanta Jakaité
Lah Gah, de Cécile Brun
Pessoas-Sim, de Gísli Darri Halldórsson
Memorável, de Bruno Collet
Time O’The Signs, de Reinhold Bidner, Reinhold Bidner
Rastos, de Hugo Frassetto & Sophie Tavert Macian
A Mãe de Sangue, de Vier Nev
Sr. Mare, de Luca Tóth
Miúdos, de Michael Frei
Expedição Intermissão, de Wiep Teeuwisse
Carne, de Camila Kater
Limite, de Steven Subotnick
Dentro do Azul, de Yi-Chien Chen
O Peculiar Crime do Estranho Sr. Jacinto, de Bruno Caetano
À Volta da Escadaria, de Die Wimmelgruppe
Roughouse, de Jonathan Hodgson
A Ascensão do Símio, de Mirai Mizue
Nestor, de João Gonzalez
An Etude, de Sal Cooper
Vida24, de Kristjan Holm
Mãe e Leite, de Ami Lindholm
Tio Tomás – A Contabilidade dos Dias, de Regina Pessoa
Muedra, de Cesar Díaz Melendez
Movimentos, de Dahee Jeong
Amigos, de Florian Grolig
Circuito, de Delia Hess
As Memórias de Albda, de Maria Steinmetz, Andrea Martignoni
SH_T Happens, de Michaela Mihalyi, David Štumpf
Sou um Lobo?, de Amir Houshang Moein
Cosmonauta, de Kaspar Jancis
Prazer de Lins, de Maya Yonesho
A Última Ceia, de Piotr Dumała
Não sei o quê, de Thomas Renoldner
Medo, de Luísa Bacelar
Purpleboy, de Alexandre Siqueira
Freeze Frame, de Soetkin Verstegen
A Minha Geração, de Ludovic Houplain

Fonte: Monstra