Benedict Cumberbatch e Kodi Smit-McPhee em "O Poder do Cão"

“O Poder do Cão”: o filme mais nomeado destes Óscares® chega aos cinemas nacionais

O filme mais nomeado para a edição deste ano dos Óscares®, ‘O Poder do Cão’, marca o regresso da realizadora neozelandesa Jane Campion (O Piano – 1998; In the Cut – Atração Perigosa – 2004).Com Benedict Cumberbatch no papel principal, o filme estreou na Netflix em dezembro passado e chega a 03 de março ao grande ecrã.

Benedict Cumberbatch é Phil Burbank em ‘O Poder do Cão’, um rancheiro autoritário e violento que passa a vida a aterrorizar a sua família, e que agora que o irmão (Jesse Plemons) casou, vai travar uma guerra de intimidação contra a nova esposa do irmão e o seu filho adolescente. Passado num rancho, no Montana dos anos 20, integrado numa paisagem imponente e ameaçadora.

 

Jane Campion realiza e adapta o argumento a partir do romance homónimo (1967) do autor americano Thomas Savage, a atriz americana Kirsten Dunst (Melancholia) e o ator australiano Kodi Smit-McPhee (‘X-Men: Fénix Negra), completam o elenco principal deste western que lidera as nomeações Óscares®   em 12 categorias, incluindo ‘Melhor Filme’ e Melhor Realização’.  A banda sonora é de Jonny Greenwood (Radiohead), nomeado para filmes como ‘Haverá Sangue’ (2007) e ‘A Linha Fantasma’ (2017).

Kirsten Dunst em "O Poder do Cão, de Jane Campion
Kirsten Dunst em “O Poder do Cão, de Jane Campion

Distinguindo com o Leão de Prata na 78ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, ‘O Poder Do Cão está nomeado para os Óscares® em 12 categorias: Melhor Filme, Melhor Ator (Benedict Cumberbatch), Melhor Ator Secundário (Jesse Plemons e Kodi Smith-McPhee), Melhor Atriz Secundária (Kirsten Dunst), Melhor Fotografia, Melhor Realização, Melhor Argumento Adaptado, Melhor Montagem, Melhor Banda Sonora Original, Melhor Production Design e Melhor Som.

(Re)Leia a nossa crítica ao filme, por Cátia Santos, «”O Poder do Cão” – a Lenta Dissecação do Pecado».

Skip to content