Os críticos do Ípsilon (Vasco Câmara, Jorge Mourinha e Luís Miguel Oliveira) já revelaram a lista dos melhores filmes de 2015. Segundo as escolhas dos críticos de cinema do Ípsilon “As Mil e Uma Noites”, de Miguel Gomes, é o melhor filme do ano. “Muito naturalmente, As Mil e uma Noites é o ‘nosso’ filme do ano. (…) Com As Mil e uma Noites somos, espectadores e filme, um work in progress de realidade e de ficção. A coisa está-se a construir. Aqui, agora. Por isso… ‘naturalmente’ As Mil e uma Noites instalou-se nesta lista.”.

Em segundo lugar ficou “Phoenix” de Christian Petzold, que “é um notável retrato de mulher, feito á medida de uma extraordinária Nina Hoss.”. O terceiro lugar é ocupado pelo documentário “O Último dos Injustos”, de Claude Lanzmann, e “A Fossa”, de Wang Bing, ocupa o quarto lugar.

 

1. As Mil e Uma Noites, de Miguel Gomes

2. Phoenix, de Christian Petzold

3. O Último dos Injustos, de Claude Lanzmann

4. A Fossa, de Wang Bing

5. Blackhat, de Michael Mann

6. (ex.aequo) Adeus à Linguagem, de Jean-Luc Godard

6. (ex.aequo) Táxi, de Jafar Panahi

8. Três Irmãs, de Wang Bing

9. Minha Mãe, de Nanni Moretti

10. As Nuvens de Sils Maria, de Olivier Assayas