2   +   5   =  

Na passada quinta-feira, dia 5 de julho, foi realizada pela Academia Portuguesa de Cinema, na Cinemateca Portuguesa, a segunda edição dos Prémios Nico, galardão que presta homenagem a Nicolau Breyner e que celebra o trabalho de jovens cineastas portugueses. A cerimónia decorreu durante a comemoração do sétimo aniversário da instituição.

Este ano, os distinguidos foram Pedro Pinho, realizador de “A Fábrica de Nada”, que estreou em setembro do ano passado, sendo nomeado ao Prémio Sophia para Melhor Filme, José Pimentão, nomeado ao Prémio Sophia pelo seu desempenho em “Al Berto”, e Oksana Tkach, que protagonizou o filme português mais visto do ano passado, “O Fim da Inocência”, de Joaquim Leitão.

Paulo Trancoso, presidente da Academia Portuguesa de Cinema, disse que “os premiados deste ano são três bons exemplos de talento e trabalho árduo que Nicolau Breyner tanto prezava.”