premios-cinema-setima-arte-2019-1

Prémios Cinema Sétima Arte 2019: Vencedores

Terminou  a 11.ª edição dos Prémios Cinema Sétima Arte, que permitiu mais uma vez que os leitores votassem nos seus filmes favoritos. “Parasitas”, de Bong Joon-Ho, sobre a injustiça social através de uma alegórica luta de classes, vencedor da Palma de Ouro em Cannes 2019, foi eleito como o Melhor Filme do Ano, com 40,8% dos votos.

O filme do sul coreano venceu também o Prémio de Melhor Filme Estrangeiro, com 65,3% dos votos nesta categoria. “Parasitas”, que se encontra nomeado a 6 Óscares, já tinha sido eleito o melhor filme de 2019 pela redação do Cinema Sétima Arte e agora são os leitores que o elegem como tal.

Este foi um dos filmes mais badalados de 2019 sobre duas famílias em lados opostos das classes sociais na Coreia do Sul, que se aproveitam uma da outra. Uma sátira com um humor absurdo e violento.

Na categoria de Melhor Filme do Ano, o segundo mais votado foi “Joker”, com 18,4% dos votos, seguido por “Era Uma Vez Em… Hollywood” (8,2%) e “Vitalina Varela” (8,2%).

Na categoria de Melhor Filme Português, o grande vencedor foi “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, com 31,1% dos votos, um dos grandes acontecimentos do ano, que venceu o Leopardo de Ouro da 72.ª edição do Festival de Locarno. Um filme mergulhado na mais profunda escuridão de um tempo que não avança e que só uma mulher, Vitalina, o consegue iluminar. Foi uma luta renhida com “Variações” (26,7%) que conquistou o segundo lugar e “A Herdade” (24,4%), o terceiro mais votado. Seguem-se “Diamantino” (11,1%) e “Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos” (6,7%).

Na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, depois de “Parasitas” o mais votado foi o espanhol “Dor e Glória” (14,3%), seguindo-se “Bacurau” (12,2%), “O Silêncio dos Outros” (6,1%) e “Em Trânsito” (2%).

Em onze edições “Parasitas” é o quarto filme a vencer duas categorias nos Prémios Cinema Sétima Arte, depois de “Verão Danado” em 2017 ter vencido o Prémio de Melhor Filme do Ano e Melhor Filme Português, “I, Daniel Blake” em 2016 ter vencido o Prémio de Melhor Filme do Ano e Melhor Filme Estrangeiro, e “Amigos Improváveis” em 2012 ter vencido o Prémio de Melhor Filme do Ano e Melhor Filme Estrangeiro.

Assim, o Cinema 7.ª Arte atribui a “Parasitas” (Coreia do Sul, 2019) o Prémio de Melhor Filme do Ano, juntando-se ao quadro de vencedores das edições anteriores: “Quem Quer Ser Bilionário” (Reino Unido, 2009), “A Rede Social” (EUA, 2010), “Cisne Negro” (EUA, 2011), “Amigos Improváveis” (França, 2012), “Django Libertado” (EUA, 2013) e “Grand Budapest Hotel” (EUA, 2014), “Mad Max: Estrada da Fúria” (EUA, 2015), “Eu, Daniel Blake” (Reino Unido, 2016), “Verão Danado” (Portugal, 2017) e “Chama-me Pelo Teu Nome”, de Luca Guadagnino (EUA, 2017).

Relembramos que o objectivo desta simples iniciativa é “destacar os melhores filmes nacionais e internacionais que estrearam em Portugal durante o ano corrente”, criando assim um espaço de interação com os nossos leitores, onde possam partilhar a sua opinião.