A Quarentena Cinéfila da Medeia Filmes continua durante todo o mês de maio. A Medeia disponibilizou a programação para as próximas três semanas, que inclui um “lote de obras imperdíveis”. A oitava semana traz mais três grandes mestres: Ingmar Bergman, Kenji Mizoguchi e Jacques Tati; a semana seguinte acompanha três grandes realizadores do cinema europeu contemporâneo (Lars Von Trier, Mike Leigh e Nanni Moretti); e a décima semana apresenta três obras clássicas de Yasujiro Ozu.

Todas as terças, quintas e sábados, no website oficial da Medeia Filmes, a partir das 12h.

Semana 8: Mais três grandes mestres
7 de maio – “O Sétima Selo” (1957), de Ingmar Bergman
Disponível a partir das 12h de terça-feira, 5 de maio, até às 12h de quinta-feira, 7 de maio
9 de maio – “Rua da Vergonha” (1956), de Kenji Mizoguchi
Disponível a partir das 12h de quinta-feira, 7 de maio, até às 12h de sábado, 9 de maio
12 de maio – “Há Festa na Aldeia” (1949), de Jacques Tati
Disponível a partir das 12h de sábado, 9 de maio, até às 12h de terça-feira, 12 de maio

Semana 9: três grandes realizadores do cinema europeu contemporâneo
14 de maio – “Melancolia” (2012), de Lars Von Trier
Disponível a partir das 12h de terça-feira, 12 de maio, até às 12h de quinta-feira, 14 de maio
16 de maio – “Segredos e Mentiras” (1949), de Mike Leigh
Disponível a partir das 12h de quinta-feira, 14 de maio, até às 12h de sábado, 16 de maio
19 de maio – “Minha Mãe” (2015), de Nanni Moretti
Disponível a partir das 12h de sábado, 16 de maio, até às 12h de terça-feira, 19 de maio

Semana 10: Yasujiro Ozu
21 de maio – 
“A  Flor do Equinócio” (1958), de Yasujiro Ozu
Disponível a partir das 12h de terça-feira, 19 de maio, até às 12h de quinta-feira, 21 de maio
23 de maio – “O Fim do Outono” (1960), de Yasujiro Ozu
Disponível a partir das 12h de quinta-feira, 21 de maio, até às 12h de sábado, 23 de maio
26 de maio –
“Bom Dia” (1959), de Yasujiro Ozu
Disponível a partir das 12h de sábado, 23 de maio, até às 12h de terça-feira, 26 de maio