San Sebastián 2013

Arranca hoje a 61ª edição do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, um dos mais importantes festivais de cinema da Europa. O certame abre hoje com o filme do Canadá “The Face of Love”, de Arie Posin, que estreou no Festival de Toronto. O romance que conta no elenco com nomes como Robin Williams, Jess Weixler, Ed Harris e Annete Bening, conta a história de Nikki, que passados cinco anos de ter perdido o amor da sua vida, apaixona-se perdidamente por Tom, o homem dos seus sonhos, um professor de arte atraente, com um grande coração, um sorriso amigável e muita energia. A atriz protagonista, Annete Bening, irá estar presente na cerimónia de abertura, às 18h15.

No programa constam muitas estreias do melhor cinema europeu, asiático e americano. Oliver Stone apresenta o seu novo documentário “The Untold History of the United States” e uma versão resmaterizada do seu épico biográfico “Alexandre, O Grande”. Terry Gilliam regressa ao festival com o seu recente filme de ficção cientifica, “The Zero Theorem”, que estreou no Festival de Veneza. O cineasta japonês Hirokazu Koreeda regressa também com o seu recente trabalho, “Like Fahter Like Son”, muito em recebido pela crítica. Em competição pela Concha de Ouro estão quinze longas-metragens, como por exemplo, “The Young and Prodigious T.S. Spivet”, “Pelo Malo” e “The Railway Man”. O júri, presidido pelo realizador Todd Haynes, é constituído por Mariela Besuievsky (produtor), Valeria Bruni Tedeschi (atriz e realizadora), David Byrne (músico), Paulina García (atriz), Cesc Gay (realizador) e Diego Luna (ator).

A cerimónia de encerramento está marcada para o dia 27 de setembro, com a cerimónia de entrega dos prémios e com a comédia francesa “9 mois ferme” de Albert Dupontel a fechar o certame.

 

Selecção Oficial

Futbolín, de Juan José Campanella (abertura da secção)

The Young and Prodigious T.S. Spivet, de Jean-Pierre Jeunet (encerramento da secção)

Caníbal, de Manuel Martín Cuenca

Club Sándwich, de Fernando Eimbcke

Devil’s Knot, de Atom Egoyan

Enemy, de Denis Villeneuve

For those who can tell no tales, de Jasmila Zbanic

La Herida, de Fernando Franco

Mon Ame Par Toi Guérie, de François Dupeyron

October November, de Gotz Spielmann

Pelo Malo, de Mariana Rondón

Quai D’Orsay, de Bertrand Tavernier

The Railway Man, de Jonathan Teplitzky

Vivir es fácil con los ojos cerrados, de David Trueba

Le Week-End, de Roger Michell

Las Brujas de Zugarramurdi, de Álex de la Iglesia