O filme de João Maia continua a dominar as bilheteiras nacionais, somando já 131.375 espectadores, correspondente a 705.020€ em receitas brutas de bilheteira, mantendo a liderança na tabela dos filmes mais vistos nos cinemas, pelo segundo fim de semana consecutivo, com 47.151 espectadores.

Ao segundo fim-de-semana em exibição (de 29 de agosto a 1 de setembro), “Variações”, mantêm-se como o filme mais visto em Portugal, seguido por Assalto ao Poder’, 29.565 espectadores, e ‘Era Um Vez em… Hollywood’, com 23.630 espectadores, segundo dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).

Este é o filme português mais visto nos cinemas nos últimos três anos e, em apenas uma semana e meia entra para o  top dos filmes nacionais mais vistos de sempre, ocupando a 12.ª posição do ranking atrás de “Amália – O Filme” (2008), com 214.614 espectadores, “Leão da Estrela” (2015), com 198.708 espectadores, e “Canção de Lisboa” (2016), com 188.013 espectadores.

“Variações” tem mantido uma média diária que ascende a mais de 11 mil espectadores, aproximando-se a ‘passos largos’ dos 200 mil, e continua em exibição em 69 salas de cinema do pais, incluindo o inovador formato Dolby Atmos.

Produzido pela David & Golias, “Variações” retrata a vida de António Rodrigues Ribeiro (interpretado por Sérgio Praia), figura conhecida da cidade de Lisboa no final dos anos 70, perseguindo o seu sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme aborda o processo de transformação de António Variações, artista excêntrico e popular, cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte prematura em 1984.

Conta também com interpretações de Victoria GuerraFilipe Duarte, Filipe AlbuquerqueFilipe Duarte, Nuno Casanovas, Teresa Madruga, Eric da Silva, Madalena Brandão Tomás Alves.