Em apenas sete dias de exibição “Variações” subiu ao pódio dos filmes nacionais mais vistos de 2019. De 22 a 28 de agosto, o filme de João Maia foi visto por 84.105 espectadores, segundo dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA). Esta é já a melhor estreia nacional do ano e certamente continuará a bater mais recordes.

Com estes valores o filme sobre uma das figuras mais exuberantes do nosso país, António Variações, destronou “SNU”, de Patrícia Sequeira, que foi visto por 82.366 espectadores. O terceiro filme nacional mais visto do ano é “Tiro e Queda”, com 43.940 espectadores, seguido por “Tony”, com 38.312 espectadores.

Com 453.879,39€ de receita bruta, “Variações” ficou em primeiro lugar nas bilheteiras dos cinemas portugueses na semana de 22 a 28 de agosto, ficando à frente de “Assalto ao Poder”, visto por 73.474 espectadores, e de “Era Uma Vez em… Hollywood”, visto por 56.193 espectadores.

Segundo dados do ICA, o filme de João Maia ocupa o 18.º lugar no ranking dos filmes nacionais mais vistos de 2004 a 2019.

“Variações”, escrito e realizado por João Maia, e produzido por Fernando Vendrell, está a bater vários recordes, tendo no primeiro dia de estreia sido visto por mais de 12 mil espectadores e por cerca de 50 mil espectadores no primeiro fim-de-semana.

Produzido pela David & Golias, “Variações” retrata a vida de António Rodrigues Ribeiro (interpretado por Sérgio Praia), figura conhecida da cidade de Lisboa no final dos anos 70, perseguindo o seu sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme aborda o processo de transformação de António Variações, artista excêntrico e popular, cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte prematura em 1984.

Conta também com interpretações de Victoria GuerraFilipe Duarte, Filipe AlbuquerqueFilipe Duarte, Nuno Casanovas, Teresa Madruga, Eric da Silva, Madalena Brandão Tomás Alves.