“Bem Bom” é o filme português mais visto desde 2019

Bem-Bom-Patricia-Sequeira-2020-2

“Bem Bom”, filme sobre a icónica girl band portuguesa dos anos 80, as Doce, é o filme mais visto desde 2019, com mais de 70 mil espectadores em 42 dias.

Realizado por Patrícia Sequeira, o filme atingiu os 73.177 espectadores e acumulou uma receita bruta superior a 400 mil euros até ao dia 18 de agosto, segundo os dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA). “Bem Bom” é assim o filme português mais visto de 2021 e ocupa o 24.º lugar do ranking de filmes nacionais mais vistos entre 2004 e 2021.

Em 2020 o filme mais visto tinha sido “Listen”, com apenas 43.482 espectadores. Só em 2019, antes da pandemia, é que encontramos números superiores aos de 2021, com “Variações” que foi o filme mais visto desse ano (mais de 279 mil espectadores), seguido de “Snu” (também realizado por Patrícia Sequeira e com mais de 83 mil espectadores) e “A Herdade” (com mais de 74 mil espectadores).

Assim, “Bem Bom” lidera a bilheteira nacional do cinema português seguida por: “Prazer, Camaradas!” com 2935 espectadores, “O Movimento das Coisas” com 1443 espectadores e “Visões do Império” com 1130 espectadores.

Produzido pela Santa Rita Filmes e coproduzido pela RTP, com argumento de Cucha Carvalheiro e Filipa Martins, “Bem Bom” é uma adaptação ao cinema da biografia do grupo pop português da década de 80, formado por quatro cantoras (Fátima Padinha, Teresa Miguel, Lena Coelho e Laura Diogo), que se popularizou com temas como Ali Babá“, “Quente, Quente, Quente“, “Doce” ou “Amanhã de Manhã”.

Bárbara Branco, Carolina Carvalho, Lia Carvalho, Ana Marta Ferreira, Alexandre Jorge, Lourenço de Almeida, João Vicente, José Mata, Dinarte de Freitas, José Raposo, entre outros, integram o elenco deste biopic.

Desde a reabertura das salas de cinema, a 18 de abril do corrente ano, que o número de espectadores em sala tem vindo a aumentar a bom ritmo. Só em julho, mais de meio milhão de pessoas foram ao cinema, tornando-o no melhor mês para os cinemas portugueses desde o início da pandemia. Segundo o ICA, prevê-se que já tenham sido vendidos mais de 400 mil bilhetes durante o mês de agosto (até ao dia 18).

Skip to content