25 de Abril

Cinemateca Brasileira exibe “Priscilla”, de Sofia Coppola, em sessão gratuita e ao ar livre

D 06279 1 D 06279 2

Neste domingo (17), os fãs de Sofia Coppola em São Paulo têm um encontro imperdível.

Para celebrar o sucesso do filme “Priscilla”, a Cinemateca Brasileira, a MUBI e a O2 Play se unem para apresentar uma sessão especial ao ar livre e gratuita, às 19h30.

Onde será a exibição?

Para os interessados em conferir a sessão na Cinemateca Brasileira, ela está localizada no Largo Senador Raul Cardoso, 207, na Vila Clementino, em São Paulo capital.

Mas atenção: A entrada do público será restrita à capacidade da área externa da Cinemateca.

Em caso de chuva, o filme será exibido com uma hora de atraso na Sala Grande Otelo, com distribuição de ingressos a partir das 19h30 até a lotação da sala.

Priscilla

“Priscilla” é uma adaptação do livro “Elvis and Me”, escrito por Priscilla Presley e Sandra Harmon, que narra a vida de Priscilla Presley durante o período em que foi esposa de Elvis Presley.

No filme, a talentosa Cailee Spaeny dá vida a Priscilla, enquanto Jacob Elordi, conhecido por seu papel na série “Euphoria” e em “Saltburn”, interpreta o icónico Elvis Presley.

Sob a hábil realização de Sofia Coppola, a obra mergulha na perspectiva de Priscilla, explorando minuciosamente o extenso e tumultuado relacionamento entre a protagonista e a estrela do Rock’n’Roll, Elvis Presley.

Refletindo sobre esse detalhe, no ano de 2005, durante uma entrevista concedida ao jornalista britânico Peter Conrado na secção de música do suplemento dominical The Observer, do The Guardian, Priscilla compartilhou que seu falecido ex-marido exercia controle absoluto sobre todos os aspectos de sua vida. De acordo com suas declarações, o relacionamento era profundamente tóxico.

“Priscilla” é o terceiro filme em que Coppola colabora com a A24, depois de “On the Rocks” e “Bling Ring: O Gangue de Hollywood”. É ainda um filme de baixo orçamento muito diferente do “Elvis” de Baz Luhrmann, segundo a própria realizadora.

 

Bônus

A exibição também contará com a apresentação do primeiro trabalho realizado por Sofia Coppola, “Lick the Star”, celebrando o início da carreira e estética da realizadora.

O curta-metragem conta a história de quatro garotas de 12 anos de idade obcecadas com o livro de V.C. Andrews “Flowers in the Attic”.

Skip to content