O (sempre impactante) regresso do Lisbon & Sintra Film Festival, ou como irá passar alguns dias a tentar descobrir o que é que prefere ver/fazer/sentir/pensar.

O Lisbon & Sintra Film Festival regressa em novembro (de 17 a 26) e a programação foi hoje revelada. Tal como tem acontecido ao longo da história deste festival, a programação está preenchida de óptimas e agradáveis surpresas. Sendo este um festival repleto de actividades de qualidade, importa destacar aqueles que poderão ser os momentos essenciais da programação.

Na fortíssima secção de Filmes em Competição, será possível ver “Lucky”, o último filme que conta com a actuação de Harry Dean Stanton, tendo sido realizado por John Carroll Lynch; “Verão Danado”, de Pedro Cabeleira, que integrou a programação de Locarno e que representa Portugal nesta secção; “Šerksnas”, do ilustre realizador lituano Šarunas Bartas, que esteve presente no festival em 2015, para apresentar o “Peace to Us In Our Dreams”; “A Ciambra”, de Jonas Carpignano, que esteve em grande destaque com o seu primeiro filme “Mediterranea”; entre outros.

Na secção de Filmes Fora de Competição, será possível ver o polémico “I Love You, Daddy”, de Louis C.K., tal como a “Roda Gigante”, de Woody Allen. Hon Sang-Soo, com “Geu-Hu” em competição, integra igualmente esta secção com o filme “Keul-le-eo-ui Ka-me-la”, que conta a actuação de Isabelle Huppert, uma das homenageadas da edição deste ano. O último filme de Linklater, “Last Flag Flying”, de Philippe Garrel, “O Amante de um Dia”, de Ruben Östlund, “O Quadrado” e de Ildikó Enyvedi, “Teströl és lélekröl” são alguns destaques dos filmes que integram esta secção.

Para além destas secções, existirá uma retrospectiva integral do trabalho do realizador português João Mário Grilo, que incluirá uma curta-metragem inédita (“Não Esquecerás”), tal como uma retrospectiva de Abel Ferrara, um nome de referência do cinema independente americano, que esteve presente no festival na edição de 2014, para a apresentação da sua última obra de ficção “Pasolini”.

No contexto do 100º aniversário da Revolução de 1917 (que tem sido alvo de atenção na programação da Cinemateca desde Outubro), o Lisbon & Sintra Film Festival terá sessões especiais de clássicos que representam este marco histórico da União Soviética (que incluirá “Bezhin Iug”, de Eisensetein e “A Film About Anna Akhmatova”, de Helga Landauer).

O Centro Cultural Olga Cadaval é um dos novos espaços deste festival que, este ano, migrou de Cascais para Sintra, e será palco do Simpósio “Pode a Arte Ainda ser Subversiva”, curada por Marie-Laure Bernadac e Bernard Marcadé. Durante os dias 24 e 25 de novembro, serão exibidos algumas das principais referências da história do cinema ( “A Aventura”, de Antonioni”, “A Idade de Ouro”, de Buñuel, “A Laranja Mecânica”, de Kubrick, “Salò”, de Pasolini, “O império dos Sentido”, de Nagisa Ôshima, “A Mãe e a Puta”, de Jean Eustache”, entre muitos outros). Neste simpósio, procurar-se-á simpósiosobretudo averiguar se, através de práticas contemporâneas (teóricas, cinematográficas, romanescas, artísticas), é ainda possível hoje entrever e promover um pensamento e uma acção artísticos, colocando em jogo intensidades rebeldes a todas as formas de autoritarismo.

A programação da 11ª edição, mesmo assim, não termina aqui: ficam somente algumas dicas para o tremendo planeamento estratégico que terá de ser realizado para o final do mês de Novembro.

Selecção Oficial – Competição
A Ciambra, de Jonas Carpignano
Call Me By Your Name, de Luca Guadagnino
Cocote, de Nelson Carlo De Los Santos
Seu-Hu, de Hong Sang-soo
How To Talk To Girls At Parties, de John Cameron Mitchell
La Libertad Del Diablo, de Everardo González
Lerd, de Mohammad Rasoulof
Les Gardiennes, de Xavier Beauvois
Lucky, de John Carroll Lynch
Serksnas, de Sharunas Bartas
Tesnota, de Kantemir Balagov
Verão Danado, de Pedro Cabeleira
Western, de Valeska Grisebach

Selecção Oficial – Fora de Competição
A Prayer Before Dawn, de Jean-Stéphane Sauvaire
Barbara, de Mathieu Amalric
Bom For Real: The Late Teenage Years Of Jean-Michel Basquiat, de Sara Driver
Der Hauptmann, de Robert Schwenkte
First Reformed, de Paul Schrader
I Love You, Daddy, de Louis C.K.
It Comes at Night, de Trey Edward Shults
Keul-le-eo-ui Ka-me-la, de Hong Sang-soo
Last Flag Flying, de Richard Linklater
Mektoub, My Love: Canto Uno, de Abdellatif Kechiche
Molly’s Game, de Aaron Sorkin
O Amante de um Dia, de Philippe Garrel
O Espírito da Festa, de Olivier Nakache, Eric Toledano
O Quadrado, de Ruben Ostlund
Roda Gigante, de Woody Allen
Testrol És Lélekrol, de Ildikó Enyedi
Três Cartazes à Beira da Estrada, de Martin McDonagh