Mato Seco em Chamas © TerraTreme

O IndieLisboa está de boa saúde: “Mato Seco em Chamas” é vencedor de 2022

Depois de um interregno de dois anos o IndieLisboa – Festival Internacional de Lisboa regressou à cidade e veio em boa altura com a mesma irreverência de sempre. De 28 de Abril a 8 de Maio o cinema São Jorge, a Culturgest, o cinema Ideal e a Cinemateca recebe os 270 filmes escolhidos para este ano presentear o público.

As secções habituais estiveram presentes com destaque para a irreverente Boca do Inferno, IndieMusic, Silvestre, a petit Indie Júnior ou as Curtas. Mas como é usual no festival, haverá uma retrospectiva e desta vez será ao cinema de Doris Wishman, realizadora norte-americana. Wishman foi precursora na excentricidade dos seus filmes que realizou, produziu e montou sozinha. Dois dos principais destaques vão para Bad girls go to hell de 1965, a arrojada obra-prima da realizadora, ou Nude on the moon de 1961.

Na secção IndieMusic, destaque para Meet me in The Bathroom, documentário de 2021 baseado no livro da jornalista Lizzy Goodman. Goodman acompanhou no início dos anos 00s a explosão de bandas novaiorquinas como Yeah Yeah Yeahs, Interpol, Strokes ou LCD Soudsytem, fundamentais no regresso do rock and roll. Por entre vários clubes de Nova York muitas histórias aconteceram e a jornalista tentou captar tudo no seu livro que agora ganhou luz neste novo documentário.

Na abertura do festival as honras de abertura foram para Albufeira e Zéfiro. Este ano a organização optou por abrir o festival com dois clássicos restaurados. Albufeira de 1968, filme de António de Macedo e Zéfiro de 1994 do realizador José Alvaro de Morais decorrem no âmbito do projecto FILMAR da Cinemateca Portuguesa, uma homenagem a Portugal através destes filmes experimentais.

Não perdendo de vista o cinema português tivemos os dois novos filmes de João Botelho a estrear, O jovem Cunhal e Um filme em forma de assim e ainda O trio em Mi Bemol da Rita Azevedo Gomes.

O festival está aí, é não perder de cena!

 

Confira o palmarés desta edição:

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa e Prémio para Melhor Longa Metragem Portuguesa e

Prémio Universidades

Mato Seco em Chamas, Adirley Queirós + Joana Pimenta

Declaração do júri: O Grande Prémio de Longa Metragem da Cidade de Lisboa vai para um filme com uma construção e força intrincadas das personagens e a complexidade da estrutura e do cenário. A atmosfera magnética ao longo de todo o filme transforma-o numa verdadeira Epopeia do século XXI.

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa – Menção Especial

El gran movimiento, Kiro Russo

Prémio Especial do Júri CANAIS TVCINE

Medusa, Anita Rocha da Silveira

Grande Prémio de Curta Metragem EMEL

Mistida, Falcão Nhaga
The Parent’s Room, Diego Marcon

Prémio Melhor Curta de Animação

The Parent’s Room, Diego Marcon

Prémio Melhor Curta de Documentário

Urban Solutions, Arne Hector + Luciana Mazeto + Minze Tummescheit + Vinícius Lopes

Prémio Melhor Curta de Ficção

Escasso, Gabriela Gaia Meirelles + Clara Anastácia

Prémio Melhor Realização para Longa Metragem Portuguesa NOVA FCSH

O Trio em Mi Bemol, Rita Azevedo Gomes

Prémio Melhor Realização para Longa Metragem Portuguesa NOVA FCSH – Menção Especial

Périphérique Nord, Paulo Carneiro

Prémio Dolce Gusto para Melhor Curta Metragem Portuguesa

Domy + Ailucha – Cenas Kets!, Ico Costa

Prémio Novo Talento The Yellow Color

Um Caroço de Abacate, Ary Zara

Prémio Novíssimos Betclic

Tindergraf, Júlia Barata

Prémio Novíssimos Betclic – Menção Especial

Mapa, Lourenço Crespo

Prémio Silvestre para Melhor Longa Metragem

Cette maison, Miryam Charles
Nous, étudiants!, Rafiki Fariala

Prémio Silvestre para Melhor Curta Metragem

Constant, Sasha Litvintseva + Beny Wagner

Prémio Silvestre para Melhor Curta Metragem – Menção Especial

Churchill, Polar Bear Town, Annabelle Amoros

Prémio Silvestre para Melhor Curta Metragem – Menção Especial

Churchill, Polar Bear Town, Annabelle Amoros

Prémio IndieMusic

Love, Deutschmarks and Death, Cem Kaya

Prémio IndieMusic – Menção Especial

Sonosfera Telectu, Carlos Mendes + Ilda Teresa Castro + Vítor Rua + Vasco Bação

Prémio Amnistia Internacional

Urban Solutions, Sasha Litvintseva + Beny Wagner

Prémio Árvore da Vida

Viagem ao Sol, Ansgar Schaefer + Susana de Sousa Dias

Prémio Árvore da Vida – Menção Especial e Prémio Universidades – Menção Especial

Águas do Pastaza, Inês T. Alves

Prémio Escolas

By Flávio, Pedro Cabeleira

Prémio Escolas – Menção Especial

Um Caroço de Abacate, Ary Zara

Prémio do Público – Longa Metragem

Cesária Évora, Ana Sofia Fonseca

Prémio do Público – Curta Metragem

An Avocado Pit, Ary Zara

Prémio do Público – IndieJúnior

Luce e o Rochedo, Britt Raes

Skip to content