Call Jane (2022)

“Call Jane”: o filme sobre Aborto que passa pelo Sundance e compete em Berlim

A realizadora indicada ao Oscar Phyllis Nagy inaugura-se na realização com a estreia no Sundance 2022 do filme “Call Jane“, protagonizado por Elizabeth Banks como uma dona de casa chamada Joy que, em 1968, em Chicago, enfrenta uma gravidez que acarreta risco de vida. A sua situação leva-a até uma associação clandestina conhecida como “Janes“, que se mobilizam para fornecer a Joy uma alternativa segura.

“Call Jane” é filmado durante a pandemia, em 23 dias, nos meses de maio e junho de 2021 em Hartford, Connecticut, onde a realizadora  Phyllis Nagy filmou com uma câmara de 16mm.  Nagy filmou “Call Jane” com não -profissionais locais para adicionar autenticidade. Enquanto Nagy permite que Weaver pareça um notável de 72, faz com que a actriz esteja cercada por “mulheres reais que não estão encantadas”, disse Nagy, “que estão em segundo plano. Eram advogados locais e médicos de Hartford que queriam participar.”

Call Jane (2022)

Outra mudança: Nagy adicionou uma mulher-chave de cor (Wunmi Mosaku) ao que era “basicamente uma organização branca”, disse ela em entrevista ao Indiewire. A personagem de Mosaku abre o debate entre as Janes sobre como fazer abortos para mulheres que não podem pagá-los. As verdadeiras Janes realizaram milhares de abortos gratuitos; antes disso, a máfia tinha um controlo sobre o mercado negro para operações inseguras.

“Call Jane” não é uma chamada de atenção radical às armas. “É um filme de arte mainstream“, disse Nagy. “Este é um filme sobre o que se trata. Eu não queria pregar apenas para os convertidos. Enquanto estávamos na edição do filme, eu mostrava selectivamente para as pessoas que eu conhecia e que eram conservadores em L.A. sim, eles votaram em Trump. E eu sabia que estávamos a fazer algo quando aquelas pessoas diziam: “Não era isso que eu esperava.” Este filme permite que o espectador se concentre na escolha.”

Com argumento de Hayley Schore e Roshan Sethi, conta no elenco para além de Elizabeth Banks, Sigourney Weaver, e Wunmi Mosaku, também Chris Messina, Kate Mara, e Cory Michael Smith, entre outros.

A realizadora e elenco falaram sobre o filme ao Indiewire.

Elisabeth Moss já tinha sido avançada como protagonista, bem como Sia Hander como realizadora, mas tal não se verificou.

O filme estará em competição no Festival de Cinema de Berlim, que se realiza entre 10 e 20 de fevereiro, e aqui ficam duas das listas dos filmes oficialmente seleccionados para a Berlinale:

(1) Competition Films

A E I O U – Das schnelle Alphabet der Liebe (A E I O U – A Quick Alphabet of Love)
Alemanha / França
de Nicolette Krebitz
com Sophie Rois, Udo Kier, Milan Herms, Nicolas Bridet
World premiere

Alcarràs
Espanha / Itália
de Carla Simón
com Jordi Pujol Dolcet, Anna Otin, Xènia Roset, Albert Bosch, Ainet Jounou, Josep Abad
World premiere

Avec amour et acharnement (Both Sides of the Blade)
França
de Claire Denis
com Juliette Binoche, Vincent Lindon, Grégoire Colin, Bulle Ogier
World premiere

Rimini
Áustria / França / Alemanha
de Ulrich Seidl
com Michael Thomas, Hans-Michael Rehberg, Tessa Göttlicher, Inge Maux, Claudia Martini
World premiere

Call Jane
USA
de Phyllis Nagy
com Elizabeth Banks, Sigourney Weaver, Kate Mara
International premiere

Drii Winter (A Piece of Sky)
Suiça / Alemanha
de Michael Koch
com Michèle Brand, Simon Wisler
World premiere

Everything Will Be Ok
França / Cambodja
de Rithy Panh
World premiere / documentary form

La ligne (The Line)
Suiça / França / Bélgica
de Ursula Meier
com Stéphanie Blanchoud, Valeria Bruni Tedeschi, Elli Spagnolo
World premiere

Leonora addio
Itália
de Paolo Taviani
com Fabrizio Ferracane, Matteo Pittiruti, Dania Marino, Dora Becker
World premiere

Les passagers de la nuit (The Passengers of the Night)
França
de Mikhaël Hers
com Charlotte Gainsbourg, Quito Rayon-Richter, Noée Abita, Megan Northam, Thibault Vinçon, Emmanuelle Béart
World premiere

Nana (Before, Now & Then)
Indonésia
de Kamila Andini
com Happy Salma, Laura Basuki, Arswendy Bening Swara, Ibnu Jamil
World premiere

Peter von Kant
França
de François Ozon
com Denis Ménochet, Isabelle Adjani, Hanna Schygulla
World premiere / opening film

Rabiye Kurnaz gegen George W. Bush (Rabiye Kurnaz vs. George W. Bush)
Alemanha / França
de Andreas Dresen
com Meltem Kaptan, Alexander Scheer
World premiere

Robe of Gems
México / Argentina / USA
de Natalia López Gallardo
com Nailea Norvind, Antonia Olivares, Aida Roa
World premiere / debut film

So-seol-ga-ui Yeong-hwa (The Novelist’s Film)
Coreia do Sul
de Hong Sangsoo
com Lee Hyeyoung, Kim Minhee, Seo Younghwa
World premiere

Un año, una noche (One Year, One Night)
Espanha / França
de Isaki Lacuesta
com Nahuel Pérez Biscayart, Noémie Merlant, Quim Gutiérrez
World premiere

Un été comme ça (That Kind of Summer)
Canadá
de Denis Côté
com Larissa Corriveau, Aude Mathieu, Laure Giappiconi, Anne Ratte Polle, Samir Guesmi
World premiere

Yin Ru Chen Yan (Return to Dust)
China
de Li Ruijun
com Wu Renlin, Hai Qing
World premiere

(2) Encounters

A Little Love Package
Austria / Argentina
by Gastón Solnicki
with Angeliki Papoulia, Carmen Chaplin, Mario Bellatin
World premiere

À vendredi, Robinson (See You Friday, Robinson)
França / Suiça / Irão / Líbano
de Mitra Farahani
com Jean-Luc Godard, Ebrahim Golestan
World premiere / documentary form

Axiom
Alemanha
de Jöns Jönsson
com Moritz von Treuenfels, Ricarda Seifried, Thomas Schubert
World premiere

Brat vo vsyom (Brother in Every Inch)
Rússia
de Alexander Zolotukhin
com Sergey Zhuravlev, Nikolay Zhuravlev
World premiere

Coma
França
de Bertrand Bonello
com Julia Faure, Louise Labeque
World premiere

Father’s Day
Rwanda
de Kivu Ruhorahoza
com Mediatrice Kayitesi, Aline Amike, Yves Kijyana
World premiere

Flux Gourmet
Reino Unido / USA / Hungria
de Peter Strickland
com Asa Butterfield, Gwendoline Christie, Ariane Labed, Fatma Mohamed, Makis Papadimitriou, Richard Bremmer
World premiere

I Poli ke i Poli (The City and the City)
Grécia
de Christos Passalis, Syllas Tzoumerkas
com Vassilis Kanakis, Alexandros Vardaxoglou, Angeliki Papoulia
World premiere

Journal d’Amérique (American Journal)
França
de Arnaud des Pallières
World premiere / documentary form

Keiko, me wo sumasete (Small, Slow but Steady)
Japão / França
de Shô Miyake
com Yukino Kishii, Tomokazu Miura, Masaki Miura
World premiere

MUTZENBACHER
Áustria
de Ruth Beckermann
World premiere / documentary form

Queens of the Qing Dynasty
Canadá
de Ashley McKenzie
com Sarah Walker, Ziyin Zheng
World premiere

Sonne
Áustria
de Kurdwin Ayub
com Melina Benli, Law Wallner, Maya Wopienka
World premiere / Debut

Unrueh (Unrest)
Suiça
de Cyril Schäublin
com Clara Gostynski, Alexei Evstratov
World premiere

Zum Tod meiner Mutter (The Death of my Mother)
Alemanha
de Jessica Krummacher
com Birte Schnöink, Elsie de Brauw, Johanna Orsini, Susanne Bredehöft, Gina Haller, Christian Löber
World premiere

Skip to content