«Como Treinares o Teu Dragão 2» – Fantástico regresso!

Em 2010, a Dreamworks estreava aquela que seria até ao momento a sua grande obra prima, o filme mais dramático e o mais bem conseguido, “Como Treinares o Teu Dragão”. Este tornou-se num dos mais aclamados filmes de animação dos últimos anos, pelo que a sua sequela  era algo que muitos punham em causa se faria sentido existir, pois por norma as sequelas tiram credibilidade ao primeiro filme. Quatro anos depois assistimos, portanto, à estreia de “Como Treinares o Teu Dragão 2”. A Dreamworks conseguiu um feito único na história do estúdio, realizar uma sequela igual ou melhor que o primeiro filme. A improvável história da amizade entre um rapaz e um dragão continua a encantar e a emocionar-nos.

A história recomeça passados cinco anos desde a última aventura do jovem viking Hiccup e o seu dragão Desdentado. A ilha de Berk é agora habitada pelos vikings e pelos dragões. Hiccup e Desdentado vagueiam pelos céus, percorrendo novas distâncias e conhecendo muitos lugares inexplorados. Num desses passeios descobrem uma caverna de gelo onde habitam centenas de novas espécies de dragões, até então protegidos por Valka, a sua mãe desaparecida, que os quer afastar do inimigo Drago Bludvist, que deseja controlar todos os dragões existentes.

A Dreamworks aposta numa história encantadora, coerente e honesta, mesmo que não seja muito original. Mas conseguiu atingir uma profundidade dramática surpreendente, com fantásticas sequências de ação, múltiplos movimentos rápidos, sendo este outro dos pontos fortes da animação. Foi inteligente a ideia de querer continuar a história do primeiro filme, mas com as personagens um pouco mais velhas, mais maduras. Isso nota-se também pela forma de andar, pelas suas expressões, gestos e forma de falar. Nada foi posto de lado, o que prova que aquela fórmula de fracasso da ‘sequela’ às vezes resulta. Este filme tem de tudo, desde batalhas épicas, aventura, drama e bom sentido de humor. Com uma forte e evidente mensagem de amizade, tolerância e paz este filme consegue ser igual ou melhor que o primeiro. O que acabou por ser uma grande surpresa.

Tecnicamente é impressionante e a banda sonora é fantástica, fazendo continuação e justiça à do primeiro filme. Novamente assinada por John Powell, a música deste filme é um grande bónus.

Sim, é um filme de um grande estúdio de Hollywood. Sim, é um filme comercial. Sim, é uma história que contem alguns clichés e banalidades. Mas dentro de tudo isso é um dos melhores do seu género. Por essa razão, a saga “Como Treinares o Teu Dragão” não será nunca esquecida.

Penso que é seguro dizer-se que “Como Treinares o Teu Dragão” está assim a tornar-se no “Toy Story” da Pixar. Será também uma trilogia sentimental. “Como Treinares o Teu Dragão 2” é uma das melhores animações do ano e fica agora elevada a fasquia para o terceiro filme, que deverá estrear em 2016. Ver este filme é uma excelente forma de comemorar os 25 anos do estúdio Dreamworks.

Realização: Dean Deblois

Argumento: Dean DeBlois, Cressida Cowell

Elenco: Jay Baruchel, Cate Blanchett, Gerard Butler

EUA/2014 – Animação

Sinopse: Enquanto Astrid, Escarreta e o resto do grupo se divertem com corridas de dragões (o novo desporto favorito da ilha) o nosso inseparável par vagueia pelos céus descobrindo territórios e explorando mundos novos. Quando uma das suas aventuras conduz à descoberta duma secreta caverna de gelo que é o ninho de centenas de novos dragões selvagens e do misterioso Dragão Cavaleiro, os nossos dois amigos ficam bem no centro duma batalha para protegerem a paz. Agora Hiccup e Desdentado têm que trabalhar em conjunto para defender aquilo em que acreditam, convencidos de que, só unidos, têm o poder de mudar o futuro de homens e dragões.

Classificação dos Leitores1 Vote
4